6 de nov de 2007

Vai cair, vai cair... Caiu!

Felipe, goleiro do Timão. Ricardo Nogueira/FI

ENQUANTO uns montam equipes para brigar por títulos, outros seguem aos trancos e barrancos e jogam para ficarem onde estão. Seja pela preservação dos torcedores, pelas cotas de TV ou pelo interesse dos grandes jogadores de vestir a camisa do clube, a permanência na 1ª divisão se transformou em motivo de alegria e lucro dos bons para alguns times. E dá-lhe reza braba!

Pela atual conjuntura da tabela, Vasco, Sport, Atletico MG, Náutico, Corinthians, Paraná e Goiás, além dos já rebaixados Juventude e América tem chances de figurar na Segundona em 2008. Vamos dar uma pincelada neles:

O Vasco de Leandro Amaral, Conca e Romário, com 47 pontos, só precisa de uma vitoriazinha em 3 chances para escapar. Pode se dar ao luxo de perder para Corinthians e Figueirense fora, que tem o Paraná em casa para se salvar e tentar melhor sorte no ano que vem. Mesma situação vive o Sport. Com os mesmos 47 pontos, basta somar 3 para pernamener na elite. Atlético PR e Juventude (rebaixado) fora e Cruzeiro em casa são os jogos que restam para o razoável time de Geninho.

Com 46 pontos, o Galo Mineiro também deve se safar com uma vitória. Deve sofrer com o Palmeiras fora, mas Juventude e Goiás em casa são presas fáceis para o time do técnico Émerson Leão até sonhar com a Sul-Americana. O Náutico, que voltou para o 2º turno turbinado, vem colecionando tropeços nas últimas rodadas, ficando estacionado nos 43 pontos. No entanto, a tabela favorável deve deixar o time do matador uruguaio Acosta na 1ª divisão. Com América e Flamengo em casa e Figueirense fora, deve conseguir as duas vitórias que lhe faltam para comemorar uma campanha até surpreendente.

Sendo assim, Corinthians, Paraná e Goiás colocam a faca nos dentes e entram em campo para salvar sua honra. Dos três, dois caem abismo abaixo. O Timão, com a raça habitual, vem melhorando de rendimento. No entanto, tem uma sequência pra lá de encardida pela frente: Goiás e Grêmio fora e o Vasco em casa. A partida com os goianos deve ser um divisor de águas na história do time do Parque São Jorge. A briga direta faz o jogo valer 60 pontos e definir quem fica e quem vai.

Botafogo e Vasco fora e Santos em casa. A situação não está nada fácil para o time paranaense, que precisará contar com a força de Josigol (e muita reza) para não cair. Como milagres acontecem todos os dias, quem sabe a sorte não sorri para o Paraná?

Quem diria que o Goiás, que começou bem o campeonato e em outros tempos fez campanhas vitoriosas e revelou talentos como Tabata, Grafite, Josué e Danilo, viesse a ficar na prancha, a um passo de virar comida de tubarão? O time do druida Paulo Baier é, ao lado do Corinthians, a decepção do campeonato. Para se salvar, precisará somar 7 pontos, e para tanto não terá ajuda da tabela. Pega Inter e Corinthians em casa e o Atlético MG fora. A coisa tá preta na terra dos sertanejos!

Pelo andar da carruagem - e pelas atuações heróicas dos corintianos Felipe e Finazzi - Goiás e Paraná devem preparar o lencinho branco e dar adeus à série A.

Em tempo: parabéns ao Coxa do excelente Keirrison, que volta à Primeirona pela porta da frente e ao Vitória do capetinha Edílson, que, com seu futebol alegre deve se juntar ao Coritiba e trazer sua maravilhosa torcida de volta ao topo.



Um comentário:

Tony disse...

Timão não cai enquanto eu estiver vivo.

Related Posts with Thumbnails