29 de nov de 2007

Einstein e a teoria da relatividade


NÓS OS JULGAMOS irracionais, tolos, impulsivos. Mas, na verdade, são eles que zombam da gente. Golfinhos, chimpanzés, cães, gatos e papagaios até fazem de conta que são tontos e inocentes, os pilantras. No entanto, basta juntar meia dúzia de abobados em volta para eles inverterem a ‘ordem natural’ das coisas e virarem as estrelas do show. Tudo assim, muito relativo.

É ou não é, Einstein?




Como bem disse o mestre gaúcho Mário Quintana, 'O que impressiona, à vista de um macaco, não é que ele tenha sido nosso passado: é este pressentimento de que ele venha a ser nosso futuro'.


28 de nov de 2007

Carlton Nostradamus Fox


DEPOIS DE PATINAR feio nas previsões que fiz para o Campeonato Brasileiro, tentarei, por meio deste post, me redimir com meus fiéis leitores. E dessa vez, vou fazer como o astronauta do Toy Story, Buzz Lightyear: irei além. Darei não apenas a colocação final da tabela e os artilheiros do torneio, como direi quem ganhará Libertadores da América, o Paulista, o Carioca e a Copa do Brasil de 2008. A conferir nos próximos parágrafos.

A 37ª e penúltima rodada colocou Santos e Flamengo na Libertadores, e deixou a última vaga quicando entre Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio. Como os três jogam sua sorte final em casa contra times em baixa (Atlético MG, América e Corinthians, na ordem), serão três vitórias, e o time alvi-verde abocanhará a sofrida vaguinha.

Lá na rabeira, onde América e Juventude se despediram precocemente, a coisa caminha para duas quedas que poucos apostariam no início do torneio: Paraná e Corinthians parecem estar mesmo dando adeus às suas torcidas e às altas cotas de TV. O tricolor paranaense, depois de ver seu suado 2x0 virar um terrível 3x2 para o Santos, jogou de vez a toalha.

Já o Timão, que de Timão não tem nada, conseguiu a proeza de perder para o Vasco em casa, e deve encerrar sua pífia participação agonizando no sul, onde pega um Grêmio motivado pela chance de voltar à Libertadores. Seu concorrente direto, o Goiás, tem missão menos indigesta: enfrenta o expressinho do Inter em casa, e se empatar - e o Corinthians perder - os goianos se salvam da degola.

Cruzeiro, Grêmio, Fluminense, Botafogo, Inter, Vasco e Sport, nessa ordem, serão os representantes brasileiros na Sul-Americana.

A tabela final ficará desse jeitinho que você vê logo abaixo:


São Paulo - 77 pts
Santos - 65 pts
Palmeiras - 61 pts
Flamengo - 61 pts
Cruzeiro - 60 pts
Grêmio - 60 pts
Fluminense - 58 pts
Botafogo - 57 pts
Inter - 55 pts
10º Vasco - 54 pts
11º Sport - 54 pts
12º Atlético PR - 54 pts
13º Atlético MG - 52 pts
14º Figueirense - 52 pts
15º Náutico - 49 pts
16º Goiás - 43 pts
17º Corinthians - 43 pts
18º Paraná - 41 pts
19º Juventude - 38 pts
20º América RN - 17 pts

Legenda:

Libertadores
Sul-Americana
Purgatório
Segundona


Artilheiros: Josiel e Acosta (20 gols)
Craque do Campeonato: Rogério Ceni (São Paulo)
Revelação: Breno (São Paulo)
Técnico: Muricy Ramalho (São Paulo)


2008:

O ano de 2008 será um divisor de águas na história do Corinthians. Assim como fez seu arqui-rival do Parque Antártica, o time do Parque São Jorge se reerguerá, fazendo bom papel no Paulistão e chegando às semi-finais da Copa do Brasil, que será conquistada pelo Internacional, puxado por seu talentoso trio de ataque formado por Gil, Nilmar e Fernandão.

O Campeonato Paulista será conquistado pelo São Paulo, um prêmio de consolação após a queda nas quartas-de-final da Libertadores, diante de um Flamengo irresistível. A equipe carioca, ao lado de Santos, Boca e um time mexicano, jogará pelo título Sul-Americano, que não pinta na Gávea desde os tempos de Zico, Júnior e Nunes.

Fluminense e Palmeiras ficarão pelo caminho, garfados pelos juízes latinos que deixarão de marcar cinco pênaltis para cada nos jogos que perderão fora de casa, para o delírio de corintianos, vascaínos e botafoguenses.

O Fogão, que verá Fla e Flu concentrados no torneio internacional e o Vasco perder seus principais atletas para as euricadas e para o exterior, enfim levantará a sonhada Taça Guanabara e o troféu do Carioca - com 25 gols de Dodô, que não sai do time alvi-negro nem a pau.

Ah! E para fechar com chave de ouro, a Lusinha voltará a ser uma pedra no sapato dos chamados 'grandes' de São Paulo e do Brasil. Manterá os craques, reforçará o time com meia dúzia de boas contratações e promoverá o maior Vira que já se teve registro na Terrinha com a conquista da vaga para a Libertadortes 2009.


É melhor prevenir que remediar...


NA SEMANA PASSADA, todos os holofotes e microfones da imprensa se voltaram para a pequena cidade de Abaetetuba (próximo à Belém do Pará), onde uma menina de 15 anos de idade passou uma 'temporada' na cadeia, dividindo a mesma cela com mais 20 homens. Lá, sofreu os mais variados tipos de abuso, e, pela situação surreal - tamanho absurdo - em que se encontrava, não ofereceu muita resistência, já que precisava ao menos se alimentar (era obrigada a pagar pedágio para ter suas refeições).

O mais grave no episódio, que ganhou repercussão internacional, é que a estadia da garota na malfadada cela era de conhecimento de carcereiros, delegados e até da juíza local, que nada fez de efetivo para tirá-la de lá. Depois que virou capa de jornal e nota de abertura de telejornal, a coisa mudou de cara: o superintendente da polícia local, dois delegados e três carcereiros foram afastados de seus cargos, e foi aberto inquérito na Corregedoria da Polícia Civil do Pará.

O estado paraense, no entanto, não é o único a vivenciar esse problema. Um relatório produzido por entidades brasileiras no começo de 2007 atestou que Rio Grande do Norte, Pernambuco, Mato Grosso e Rio de Janeiro têm cadeias mistas repletas de incidentes dessa natureza. Há também os presídios povoados só por mulheres, onde carcereiros e delegados abusam sexualmente das presidiárias, chegando inclusive a engravidá-las. Na Bahia, são comuns os casos de mulheres que dividem a cela com adolescentes homens e travestis, devido à falta de estrutura local.

Isso tudo me fez lembrar a tragédia recente no estádio da Fonte Nova, em Salvador. As autoridades sabiam das péssimas condições do estádio, e ainda assim ele era usado para abrigar os jogos do time do Bahia. Semana sim, semana não, quase 40 mil torcedores lotavam o estádio, sem ao menos desconfiar que a comemoração do gol de seu time poderia se tornar uma queda arquibancada abaixo. O que fez o governo, depois que o assunto virou favas contadas? BUUUUM! Mandou implodir a Fonte Nova. Santo remédio.

Voltamos para o caso de Abaetetuba. Novamente, todos sabiam o que se passava, e nada fizeram para impedir a atrocidade que estava ali, aos olhos de quem quisesse ver. Foi preciso o crime reverberar para o mundo inteiro para que uma medida fosse tomada: além de afastar os envolvidos no episódio da menina, a governadora paraense, Ana Júlia, mandou fazer uma varredura por todas as prisões do estado, à caça de possíveis 'erros' do sistema carcerário - assumindo seu compromisso de 'governadora, mãe e mulher', como escreveu em artigo para o jornal Folha de S.Paulo. Ao que parece, os outros estados denunciados vão seguir o exemplo de Ana Júlia e enfim tomar uma providência. É a velha mania das autoridades brasileiras de inverter o ditado-título desse post.



27 de nov de 2007

Temos MESMO condições de sediar uma Copa?

Arquibancada do estádio da Fonte Nova, Salvador/Globoesporte.com


31 DE OUTUBRO DE 2007, manchete dos principais jornais do país: 'Copa do Mundo de 2014 será no Brasil'. Lula, Joseph Blatter (FIFA), Ricardo Teixeira (CBF), Dunga, Romário e Paulo Coelho (???) posam para a foto, com uma réplica da taça nas mãos. O clima é de euforia e orgulho dos brasileiros presentes: "Vai ser um Mundial pra argentino nenhum botar defeito", brinca Lula. "Já vi discussões de 5 horas sobre um jogo e nunca vi ninguém discutir 5 horas sobre uma relação sexual", filosofa Coelho, numa tentativa estapafúrdia de justificar sua presença no evento.

25 dias depois de muitas especulações para saber quais estados e estádios abrigarão os jogos, nova manchete na 1ª página dos jornais coloca a comitiva brasileira e o mundo em alerta: 'Arquibancada cai e mata sete na Bahia'. O acidente, que deixou outras 30 pessoas gravemente feridas (caíram de uma altura de 20 metros), além de uma catástrofe, é um aviso: nossos estádios têm realmente condições de abrigar jogos de uma Copa do Mundo? Ao que surge, quase que naturalmente, a próxima: o Brasil está (estará) pronto para sediar o maior evento mundial em 2014?

Apesar de serem duas questões intrínsecas, vou respondê-las separadamente. A primeira: não. Se nossos estádios, salvo o Morumbi (SP), o Engenhão (RJ) e a Arena Kyocera (PR), estão em condições precárias para abrigar os jogos do Brasileirão, que dirá os de uma Copa do Mundo. As arquibancadas estão caindo aos pedaços, os serviços (de som, comida, bebidas, estacionamento)são precários - quando não inexistentes - os banheiros são um nojo e o acesso via automóvel é quase impossível. 'Mas os governos injetariam uma quantia exorbitante para maquiar os palcos selecionados', podem dizer. Com que dinheiro? Da educação? Da saúde? Dos transportes? No fim das contas, você sabe quem vai pagar pelo serviço.

Com relação ao Brasil ser o país-sede da Copa, tenho minhas restrições, e não são poucas. Primeiro, que se trata de manobra de Ricardo Teixeira, homem forte do futebol do Brasil, o grande responsável pela paixão perdida pela seleção e que ainda terá um post em sua homenagem, para apresentá-lo àqueles que o conhecem só de nome. Segundo, que os bilhões que serão investidos na reforma das arquibancadas, no reforço policial, no traslado dos gringos e nas festas pomposas, deveriam ser usados justamente para educação e combate ao crime e à violência, que fez aproximadamente 25 mil vítimas só neste ano, número que daria para encher a maioria de nossos estádios.

É importante também ressaltar, como destacou a jornalista da Folha de S.Paulo, Soninha, a cara da torcida que assistiria aos jogos ao vivo, prévia vista na partida Brasil x Uruguai. Convidados, artistas, VIP's e uma minoria 'que está louca para se apaixonar pela seleção de novo', como disse o folclórico locutor Galvão Bueno. E que tem condições de pagar, por baixo, 100 reais (ingresso + lanche + estacionamento) para prestigiar jogadores que, se já não têm cidadania européia, trocariam o clube que os consagraram e a torcida apaixonada por um bom punhado de euros. Sem pensar duas vezes.



25 de nov de 2007

Seleções do Brasileirão - escolha a sua!


DEPOIS DE ELEGER os 22 craques do campeonato, eu, Vince e BJ nos reunimos ao redor de uma bacia de Doritos e um galão de Fanta Uva para escalar algumas seleções curiosas do Campeonato Brasileiro. Sem mais delongas, vamos a elas:

ÃOS - nem tão bãos, nem tão grandãos. O técnico então, é um bufão:

1. Magrão (Sport)
3. Zelão (Corinthians)
4. Betão (Corinthians)
5. Chicão (Figueirense)
6. Marcão (Inter)
2. Perdigão (Vasco)
8. Magrão (Inter)
11. Carlão (Corinthians)
10. Luís Maranhão (América)
7. Fernandão (Inter)
9. Rodrigão (Palmeiras)

T: Leão (Atlético Mineiro)


INHOS - atenção para a escalação do time de pebolim:

1. Juninho (Atlético Mineiro)
2. Edinho (Inter)
3. Dininho (Palmeiras)
4. Juninho (Botafogo)
6. Thiaguinho (Vasco)
5. Diguinho (Botafogo)
8. Fabinho (Fluminense)
11. Pedrinho (Santos)
10. Lulinha (Corinthians)
7. Renatinho (Santos)
9. Marinho (Atlético Mineiro)

T: Geninho (Sport)


GRINGOS: pra quem já teve Tevez, Sorín, Gamarra e Rincón, a salsa ficou bem muxoxa:

1. Saja (Grêmio)
2. Darío Bustos (Grêmio)
3. Dudar (Vasco)
4. Hidalgo (Grêmio)
5. Maldonado (Santos)
8. Petkovic (Santos)
10. Valdívia (Palmeiras)
11. Conca (Vasco)
6. Arce (Corinthians)
7. Maxi Rodrigues (Flamengo)
9. Acosta (Náutico)

T: Darío Pereira (não tá em nenhum clube, mas vira e mexe dá suas honoráveis contribuições)


MASTERS (396 anos) - se Mauro Galvão e Bebeto estivessem na ativa, voltaríamos ao descobrimento do Brasil:

1. Clêmer (Inter) – 39 anos
2. Patrício (Grêmio) – 33 anos
3. Antônio Carlos (Santos) – 38 anos
4. Nem (Paraná) – 34 anos
5. Sandro Goiano (Grêmio) – 34 anos
6. Adãozinho (América) – 39 anos
8. Paulo Baier (Goiás) – 33 anos
10. Petkovic (Santos) – 35 anos
7. Edmundo (Palmeiras) – 36 anos
11. Romário (Vasco) – 41 anos
9. Finazzi (Corinthians) – 34 anos

T: Antônio Lopes – 64 anos


FRALDINHA (211 anos) - guarde bem esses nomes, que no ano que vem a Europa, o Japão e a Ucrânia já terão rapelado essa molecada:

1. Felipe (Corinthians) – 23 anos
2. Thiaguinho (Vasco) – 22 anos
3. Breno (São Paulo) – 18 anos
4. David (Palmeiras) – 20 anos
6. Carlinhos (Santos) – 21 anos
5. Charles (Cruzeiro) - 22 anos
8. Ramires (Cruzeiro) - 20 anos
11. Renato Augusto (Flamengo) – 19 anos
10. Lulinha (Corinthians) – 17 anos
7. Renatinho (Santos) – 20 anos
9. Guilherme (Cruzeiro) – 19 anos

T: Roberto Fernandes (Náutico) – 36 anos


NOMES 'DIFERENTES' - e pra fechar, os filhos de pais fanfarrões:

1. Viáfara (Atlético PR): seria uma homenagem ao cantor gaúcho ou ao remédio que faz a festa dos vovôs?
2. Deleu e 6. Beleu (Náutico): não, eles não são gêmeos, não mamam em loba e nem cantam sertanejo. Mas que o pai é criativo, isso é!
3. Rogélio (América): erro de cartório ou filho do Cebolinha?
4. Orozko (Inter): Orosko, meu... Que nome é esse, meu filho!
5. Rancharia (Atlético Mineiro): ao que tudo indica, filho de seu Rancho e da dona Maria.
8. Schmoller (Figueirense): dispensa comentários...
10. Camazzola (Juventude): praticamente uma peça feminina de dormir.
11. Alex Kazumba (Juventude): seriam seus pais fãs de algum brinquedo do playcenter?
7. Rafael Muçamba (Paraná): homenagem ao saudoso Mussum, que além das trapalhadas adorava um sambinha.
9. Abuda (Vasco): dizem que os pais lhe chamariam da primeira palavra que o bebê murmurasse. Ele viu a Carla Perez na TV e deu no que deu.
12. Wendes (América): parece uma alusão aos ajudantes do velho Noel com uma fagocitose do ‘D’, mas vendo por outro prisma pode se tratar também de duas ou mais namoradas do Peter Pan.
13. Keirrisson (Coritiba): o outro reserva de luxo desse timaço; comeu a bola na Segundona e mereceu a vaguinha. Mas esse nome, meu Deus... Kéi Rrisson!!! Ops... Que é isso!!



22 de nov de 2007

Bravo, Melendez!

AS PESSOAS são do tamanho dos seus sonhos - ou dos seus pesadelos. Não importa se você nasceu em berço de ouro ou numa manjedoura do Oriente Médio: se você quiser e der tudo de si para alcançar suas estrelas, os astros, cometas, meteoros e extra-terrestres reconhecerão sua vontade e te darão uma rapadura, um bolo, uma confeitaria ou um canavial a perder de vista. Vale aqui dar a maiúscula para a palavra Vontade, que na vida põe no bolso a inteligência, a perspicácia, a malandragem e, por que não, até a fé e suas variadas alcunhas. Todas são importantes, de certo, mas sem a primeira elas são virtudes perdidas, como o enxame sem sua rainha.

Se você precisa ter vontade para levantar cedo e ir trabalhar, assistir a uma aula, dar uma aula, recuperar-se de uma contusão, conquistar quem ama - ou reatar um namoro, - largar o vício, treinar o esporte que pratica ou o instrumento que toca, imagine alguém que nasceu sem os dois braços e quer paquerar garotas, aprender a dirigir, jogar bola e tocar violão? Só em sonho!

Pois Tony Melendez sonhou, despertou e colocou sua força de vontade acima de tudo. Como prêmio, levou pra casa o pacote completo do parágrafo acima, adotou duas crianças e saiu da Nicarágua para ganhar o mundo: se apresentou em 28 países e foi parar em Los Angeles, onde mostrou ao Papa e ao planeta que quando se quer muito alguma coisa - aventuras amorosas à parte, - NADA pode impedir o seu caminho.



Senhoras e senhores, com vocês... TONY MELENDEZ!








21 de nov de 2007

O Fenômeno e o Imperador

Ronaldinho em jogo beneficente/Reuters

ENQUANTO LUÍS FABIANO retorna à seleção e sai ovacionado de campo após marcar os dois gols que garantiram a vitória brasileira diante do Uruguai e a tranquilidade de Dunga até junho de 2008, dois outros centroavantes vivem momentos bem menos afortunados. Em outros tempos goleadores implacáveis, ídolos inegociáveis e reverenciados por imprensa e torcidas como Fenômeno e Imperador, Ronaldinho e Adriano vivem hoje o pior momento de sua carreira.

Ronaldinho, que com a ascensão do xará gaúcho perdeu o glamour dos flashes, as capas dos jornais e até o diminutivo carinhoso, não consegue mais ser nem sombra do jogador que assombrou o mundo vestindo as camisas do PSV, Barcelona e Inter de Milão (veja vídeo abaixo). Devido às seguidas contusões, às atribulações com seus affairs e ao excesso de peso acumulado pela falta de treino, o garoto de São Cristóvão passou de craque incontestável a alvo de críticas, e na última Copa foi tão mal que até seu fã número 1, Galvão Bueno, deixou de apoiá-lo. Preterido na última temporada pelo técnico do Real Madrid, Fábio Capello, Ronaldo foi para o Milan de Kaká, outrora fã confesso de seu futebol, e hoje postulante a melhor jogador da galáxia. O valor foi uma bagatela. Para se ter uma idéia, menos do que se pagou pelo por lá desconhecido Alexandre Pato.

Agora, desacreditado e próximo de sua aposentadoria, Ronaldo promete mais uma vez dar a volta por cima. Aos 30 anos, exibindo vasta cabeleira e ainda rechonchudo, tem a chance de mostrar seu valor no ataque do time milanês, calar a boca dos impiedosos críticos italianos e encerrar sua carreira no que seria sua 5ª Copa do Mundo, torneio do qual é o maior artilheiro de todos os tempos, com 15 gols. Será que o Fenômeno ainda tem fôlego e bola para tanto?





Corta para o Brasil. No famoso Reffis do São Paulo, Adriano recarrega as baterias, que se andam com o teor etílico acima do aceitável para um peladeiro, que dirá para o dono do trono que já foi de César Augusto, Marco Aurélio e Júlio César. Assim como Ronaldo, Adriano foi transferido para o exterior de forma precoce. Antes dos 20 anos, ainda conhecido como Scooby-Doo, se destacou no Flamengo, foi para a zicada seleção de Leão e de lá direto para a Inter de Milão. Na capital da moda e dos craques, desfilou seu arsenal de jogadas, força, precisão e principalmente gols: de direita, de esquerda, de cabeça, de bunda. Onde quer que a bola estivesse, lá estava Adriano para estufar as redes. Seu ótimo momento o trouxe novamente à seleção, agora de Zagallo, para a disputa da Copa América. Quem não se lembra daquele gol fantasma aos 46' do 2º tempo contra a Argentina, que levou a partida aos pênaltis e o velho Lobo à beira do infarto?

Quando o destino parecia reservar apenas glórias para o Imperador, veio o 1º baque: seu pai, ídolo e mentor de sua carreira, morre precocemente. Quando ainda se refazia da inesperada separação, brilhando como coadjuvante na conquista da Copa América, uma outra o surpreende: sua mulher pede o divórcio. Aí a casa caiu. O rendimento do atacante despencou, os gols escassearam e, assim como o cara da foto aí de cima, sua participação na Copa da Alemanha foi um fiasco. Foi para o banco da Inter, entrou para a seleção dos piores do ano de 2007 e sua saída do clube é dada como certa.

Acertou na iniciativa de buscar sua recuperação no Brasil, perto da família e de clubes que dariam meio time para tê-lo em campo, nem que seja por alguns poucos meses. Mais jovem que o Fenômeno (está com 26 anos), terá agora 30 dias para se reerguer física e psicologicamente, reaver seu trono na Europa e reeditar na seleção a dupla de sucesso que fez com Luís Fabiano há três anos. E aí, Imperador, tá esperando o quê pra ressucitar o monstro aí de baixo?





A Poesia Negra

Solano Trindade, o poeta do povo


LINDA HOMENAGEM essa que a Vickye prestou à África no Dia da Consciência Negra. Assino embaixo de tudo que foi colocado, afinal de contas sou um defensor ardoroso do fim do preconceito racial (e do quindim da vó dela), e reconheço o tempero, o molejo e o colorido que os negros (afro-descendentes o escambau!) trouxeram à nossa cultura. Meu único senão fica por conta dos parabéns, que passeou por gramados, autódromos, palanques e palcos e não citou nenhum poeta negro.


Sendo assim, aproveito a semana comemorativa para homenagear três grandes poetas brasileiros, que, além de talentosos, tinham ainda que dividir seus versos com outras profissões, fazendo da poesia o seu hobby mais precioso. As obras de Luís Gama, João da Cruz e Souza e Solano Trindade foram e sempre serão lembradas 'como que escritas com brasas na pele escura de todo negro, mesmo que não queiram, e mesmo que não saibam'.


João da Cruz e Souza, o Cisne Negro


O catarinense João da Cruz e Souza é considerado um dos maiores poetas do simbolismo do mundo. Advogado e escritor, viveu apenas 37 anos (1861-1898), mas atingiu tal maturidade e ritmo que é considerado o pai do Simbolismo no Brasil.

O que você é capaz de fazer com um violão? João faz isso:


Ah! plangentes violões dormentes, mornos,
Soluços ao luar, choros ao vento...
Tristes perfis, os mais vagos contornos,
Bocas murmurejantes de lamento.

Noites de além, remotas, que eu recordo,
Noites da solidão, noites remotas
Que nos azuis da fantasia bordo,
Vou constelando de visões ignotas.

Sutis palpitações à luz da lua.
Anseio dos momentos mais saudosos,
Quando lá choram na deserta rua
As cordas vivas dos violões chorosos.

Quando os sons dos violões vão soluçando,
Quando os sons dos violões nas cordas gemem,
E vão dilacerando e deliciando,
Rasgando as almas que nas sombras tremem.

Harmonias que pungem, que laceram,
Dedos nervosos e ágeis que percorrem
Cordas e um mundo de dolências geram,
Gemidos, prantos, que no espaço morrem...

E sons soturnos, suspiradas mágoas,
Mágoas amargas e melancolias,
No sussurro monótono das águas,
Noturnamente, entre remagens frias.

Vozes veladas, veludosas vozes,
Volúpias dos violões, vozes veladas,
Vagam nos velhos vórtices velozes
Dos ventos, vivas, vãs, vulcanizadas.

Tudo nas cordas dos violões ecoa
E vibra e se contorce no ar, convulso...
Tudo na noite, tudo clama e voa
Sob a febril agitação de um pulso.

Que esses violões nevoentos e tristonhos
São ilhas de degredo atroz, funéreo,
Para onde vão, fatigadas no sonho,
Almas que se abismaram no mistério.

(poema Violões que choram)


Solano Trindade, o Poeta do povo

Além de poeta, o recifense Solano Trindade era pintor, teatrólogo, ator e folclorista. É reconhecido como o poeta da resistência negra, sobre a qual dedicou a maioria de sua obra. A locomotiva aí embaixo virou até música da banda Secos & Molhados, espia só:


Trem sujo da Leopoldina

correndo correndo

pra dizer

tem gente com fome

tem gente com fome

tem gente com fome

Piiiii!

Estação de Caxias de novo

a dizer de novo

a correr

tem gente com fome

tem gente com fome

tem gente com fome

Vigário Geral

Lucas

Cordovil

Brás de Pina

Penha Circular

Estação da Penha

Olaria

Ramos

Bom Sucesso

Carlos Chagas

Triagem,

Mauá

Trem sujo da Leopoldina

correndo correndo

parece dizer

tem gente com fome

tem gente com fome

tem gente com fome

Tantas caras tristes

querendo chegar

em algum destino

em algum lugar

Trem sujo da Leopoldina

correndo correndo

parece dizer

tem gente com fome

tem gente com fome

tem gente com fome

Só nas estações

quando vai parando lentamente

começa a dizer

se tem gente com fome

dá de comer

se tem gente com fome

dá de comer

se tem gente com fome

dá de comer

Mas o freio do ar

todo autoritário

manda o trem calar

Psiuuuuuuuuuu!

(poema Tem gente com fome)

Luís Gama, o Amigo de todos

O baiano Luís Gama, poeta e advogado, fez do exercício da poesia motivo para tirar bons sarros dos costumes e figuras da época, e da advocacia uma oportunidade para defender e libertar escravos ilegais. Juntou-se a Rui Barbosa, Castro Alves e Joaquim Nabuco na luta pelo fim da escravidão, e conseguiu sozinho libertar mais de mil cativos. Senso de humor era com ele mesmo:

É renga, magricela e presumida,
Com pele de muxiba engrouvinhada;
O corpo de sumaca desarmada,
A cara de muafa mal cosida;

A perna de forquilha retorcida,
Os ombros de cangalha um tanto usada;
A boca, de ratões grata morada,
Maçante na conversa em mal sofrida;

Senhora de um leproso cão rafeiro,
Que, querendo passar por mocetona,
Se besunta com sebo de carneiro;

Vestida é saracura de japona,
De feia catadura, e de mau cheiro,
Eis a choca perua da Amazona.

(poema Retrato)



20 de nov de 2007

Parabéns, África!


DIZEM QUE JESUS era negro. Pelas características dos povos que habitavam a região onde nasceu, pelos relatos de suas gerações seguintes e pelos sugestivos sinais de Oxalá. Negro, mulato, pardo, moreno ou branco de olhos azuis, como foi pintado pelo clero ocidental, Jesus ganhou seus dias em nosso calendário (graças à imaginação capitalista, passou a dividi-los com um certo velhinho de barbas brancas e com o coelho dos ovos de chocolate). Agora, ou melhor, desde o ano passado, os negros também ganharam seu dia. 20 de novembro: o Dia da Consciência Negra.

Pra mim, o dia da Consciência Negra é mais que um punhado de shows e passos de capoeira, de reconhecimento da importância que essa raça trouxe e continua trazendo para a nossa cultura e de dribles e enterradas desconcertantes de alguns dos maiores jogadores negros do mundo. É o dia de olharmos além do Atlântico e nos depararmos com aquele continente tão parecido com o nosso no formato, mas tão diferente em todos os outros aspectos. Muitos de nós até fazem de conta que o progresso chegou na África, ou aceitam a idéia de que é das diferenças que sobrevive o capitalismo neoliberalista. Mas, no fundo, todos sabemos o que se passa por lá, das injustiças sociais e econômicas, que fazem um sem número de vítimas de dinastias opressoras muitas vezes financiadas por você-sabe-quem.

É duro ter orgulho de um lugar que, quando não lembrado pelas crianças desnutridas, doenças venéreas disseminadas e secas intermináveis, é visto como simba-safari de aventureiros abastados. Doravante, a África conseguiu parir filhos pródigos, e, se não foi a mãe de Jesus Cristo, nos deu outros rebentos de muito valor. Do cinema à política, das quadras de basquete aos palcos, eles são os melhores no que fazem, e provam a cada dia que o preconceito é uma espécie em extinção.

Pode acender as velinhas: a festa é deles!!!!

Parabéns Camila Pitanga, Lázaro Ramos, Aílton Graça, Zezé Motta, Don Cheadle, Will Smith, Denzel Washington, Morgan Freeman, Jamie Foxx, Cuba Gooding Jr., Eddie Murphy, Martin Lawrence, Danny Glover, Whoopi Goldberg e Halle Berry, por trazer mais atitude e sensibilidade à TV e ao cinema;


Parabéns Pelé, Michael Jordan, Shaquille O'Neal, Lewis Hamilton, Tiger Woods, Venus e Serena Williams, Formiga, Dida, Robinho, Ronaldinho, Leandrinho, Nenê, Janeth, Escadinha, Fofão, Fabiana e Jadel Gregório, por arrebentarem nas quadras, pistas e campos por aí;

Parabéns Leci Brandão, Luciana Mello, Paula Lima, Martinho da Vila, Paulinho da Viola, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Jorge Ben, Jair Rodrigues, Djavan, Seu Jorge, Luiz Melodia, Jorge Aragão, Tony Garrido, Beyoncé, Rihanna, Kanye West, Jay-Z, Akon e Lauryn Hill, por escrever, cantar e mostrar que talento é repetição e persistência, e não apenas dom inato;

E um parabéns especial àqueles que viveram para mostrar que não importa de onde você veio, vale a pena acreditar e lutar por seu sonho, seja ele qual for. Zumbi dos Palmares, Martin Luther King, Nelson Mandela, Muhammad Ali, Ray Charles, John Coltrane, Jimmy Hendrix, Jesse Owens, Bob Marley, Peter Tosh, Grande Otelo, Mussum, Cartola, Pixinguinha e Tim Maia, praticando sua arte, deram a dica: você é o que você ama.

Agora vou nessa, que a feijoada e o quindim da vovó me esperam!




19 de nov de 2007

Quem vai ficar com Romy?

Riquelme/globoesporte.com


ÀS VEZES custo a acreditar em algumas coisas que acontecem no futebol. Grandes esquadrões perdendo para times ridículos, escândalos de arbitragem vergonhosos, jogadores atuando contra o time do açougue do Elias para chegarem aos mil gols... Agora, o absurdo da vez: um dos maiores jogadores do mundo na atualidade está SEM CLUBE. É isso mesmo - Juan Roman Riquelme, o jogador mais letal e decisivo do globo, segue afastado pelo treinador do Villareal, e pode pintar em um clube brasileiro na temporada de 2008.

Fluminense e São Paulo, já classificados para a Libertadores, demonstraram interesse em contar com o meia. O Tricolor Carioca já fez inclusive uma polpuda proposta, e a expectativa de Romy Topo Gigio, como é conhecido em sua terra, vestir a camisa do time do técnico Renato Gaúcho é grande. Já o Tricolor Paulista segue pianinho, bem à sua maneira: comendo pelas beiradas e seduzindo os empresários com seus canapés, sua estrutura invejável e principalmente sua capacidade de levantar taças.

Na semana passada, o craque deu uma entrevista dizendo que sua vontade é voltar ao Boca Juniors, clube pelo qual foi campeão da Libertadores três vezes, como bem lembram palmeirenses e gremistas. Ainda não há nada definido, e a julgar pelo ímpeto dos brasileiros - e a queda de qualidade do time da Bombonera - Riquelme deve finalmente exibir seu impecável futebol nos gramados brasileiros.

Baila, Riquelme!




Uno tiquito más?







E quase deu Peru!

Juan, Robinho e Kaká/AFP


MAIS UMA PARTIDA modorrenta da seleção fora de casa. Mais uma vez Kaká faz um golaço, um zagueiro é o melhor em campo e Ronaldinho fica devendo. E, mais uma vez, Dunga dá uma aula de previsibilidade na convocação, escalação e nas substituições.

No começo de noite do último domingo, a seleção brasileira não fez por merecer mais que o empate em 1x1 com o Peru, resultado que deixa o time em 3º lugar nas eliminatórias da Copa de 2010, atrás da Argentina de Riquelme e do Paraguai de tanta gente. Abaixo, algumas conclusões tiradas após o apito final do jogo:


- O time peruano melhorou substancialmente. Não sou um espectador assíduo do futebol matchupitchupense, mas há anos não via essa seleção com tanta raça e vocação ofensiva, o que me fez lembrar o bom time do Chile de duas Copas atrás. Jogou de igual pra igual com o Brasil, e sob o comando do técnico José del Solar - habilidoso volante quando jogador - deve ao menos brigar pela vaga na repescagem;

- Dunga precisa ser mais sagaz em suas convocações. Seu time insiste demais em jogadas pelo meio, e as opções ofensivas do banco na partida se resumiam a Diego e Luís Fabiano. Tá na hora de ousar um poquinho, né Dunga? Nilmar, Dagoberto, Daniel Carvalho e Alexandre Pato estão só aguardando um telefonema para darem um upgrade no seu banco;

- Será que nosso treinador não percebe que não dá para jogar com um centroavante isolado? É verdade que o Vágner Love já teve melhores momentos, mas o que custa empurrar o Robinho um pouco mais pra frente e deixar a armação com Kaká e Ronaldinho? Love, Luís Fabiano, Afonso(?!) e a torcida agradeceriam;

- Mesmo só tendo jogado pouco mais de 20 minutos, Luís Fabiano aproveitou sua oportunidade. Correu, trombou, armou, voltou para buscar jogo e deixou o ataque mais agudo. Se bobear, entra com a 9 no duelo da próxima quarta-feira no Morumbi;

- E por falar no jogo de quarta, vale lembrar que Uruguai não é Peru. Se continuar apostando suas fichas no entrosamento da zaga - que não terá Lúcio, suspenso - e nos talentos individuais de Ronaldinho, Robinho e (principalmente) Kaká, Dunga corre o sério risco de sair do Morumbi de orelha inchada com as vaias da arquibancada, que já prepara o coro de 'Rogério Ceni'.




17 de nov de 2007

Ao pé da letra - Você é meu guarda-chuva


COMO O CARTEL das rádios jovens brasileiras faz uma lavagem cerebral com as mesmas 20, vá lá, 30 músicas que tocam 24 horas por dia, sete dias por semana, quatro semanas por mês, 12 meses por ano - e tome aí mais 30 -, acabamos involuntariamente cantando um refrão aqui, outro acolá e, quando damos conta, a porcaria da música já ganhou nosso cérebro no xaveco e é assoviada até por aqueles que não fazem a menor idéia de quem está mascando o chicletão.

Mesmo há anos refletindo simetricamente por aqui o topo das paradas americanas e européias (lê-se americanas ao quadrado), na grande maioria das vezes não temos nem a noção do que estamos falando. Se o refrão é legalzinho, beleza: já serve pra botar no ipod. Se tiver um sample e um rapper por trás para dar um grau, melhor ainda: é hit na certa! Akon, Chris Brown, Justin, Eminem e Sean Kingston que o digam.

Ontem parei para prestar atenção na letra inteira da tal da Umbrella, sucesso dividido entre a nova queridinha das produtoras, Rihanna, e do menino prodígio Chris Brown, o mais novo candidato a Michael Jackson do século XXI. Com enredo digno de um encontro entre Peninha, Deborah Blando e Leandro Lehart, o guarda-chuvas protege o amor do casal da tempestade, e garante o reencontro quando o sol brilhar. Mais original que isso, só falando que 'o amor é o calor que aquece a alma'.


Umbrella - Rihanna
(tradução: Vagalume)

Você teve meu coracão
E nós nunca estaremos em mundos separados
Talvez nas revistas(?),
Mas você continuará sendo minha estrela
Baby porque na escuridão
você não pode ver o brilho dos carros (??)
E é quando você precisa de mim lá
Estarei sempre com você
Porque...

(refrão)

Quando o sol brilhar
Nós brilharemos juntos
Jurei que estaria aqui para sempre
Disse que sempre serei sua amiga
venha e fique até o fim
Agora que está chovendo mais do que nunca
sei que ainda temos um ao outro
Você pode ficar debaixo do meu guarda-chuva
Você pode ficar debaixo do meu guarda-chuva
(uva uva, ê ê ê)
debaixo do meu guarda-chuva
(uva uva, ê ê ê)
debaixo do meu guarda-chuva
(uva uva, ê ê ê)
debaixo do meu guarda-chuva
(uva uva, ê ê ê)

Você pode correr para meus braços
Tudo bem, não esquenta
Venha pra mim
Não tem distância entre o nosso amor (???)
Então, vá e deixe a chuva cair
Eu serei tudo que você precisa e mais
Porque...

(refrão)

Oh! baby está chovendo
Baby, venha pra mim, venha para mim
Está chovendo
Oh! baby está chovendo (tá, eu entendi, pô!)
Você sempre pode vir pra mim.


Está chovendo, mas você pode 'vir pra mim'. Compreendido?


Digam olá para o Brandon!


NO DIA em que montamos o clube, o Jo-jochamou nós seis para uma reunião na lanchonete. Foi lá que ele nos contou da idéia e, empolgados, todos batemos o martelo. Depois do brinde com o milk-shake de boas vindas, ele deixou claro que não queria mais ninguém no clube, já que como eram sete os dias da semana, sete membros já seriam mais que o suficiente. Parece até que tinha mais gente querendo entrar, como três moleques estranhos que estão sempre causando no recreio. Mas não: 7 é o número mágico, ele disse. "Por que vocês acham que são 7 pecados capitais, 7 maravilhas do mundo, 7 anões que salvaram a Branca de Neve? Não, não é por acaso, acreditem".

Achei isso uma pena, pois tenho um amigo que adora escrever no diário, é super inteligente, culto, sensível, bonito, tem bom gosto musical, pra se vestir e até está estudando francês! Quando perguntei na mesa o que achavam da entrada do Brandon no clube, todos torceram o nariz. Todos não, vai... Vickye até ficou animadinha, e Vince disse que pra ele tanto faz. Agora, os outros se recusaram a aceitá-lo no time, e acabei sendo voto vencido.

Por isso, já que esse espaço aqui é meu e posso fazer o que quiser, vou emprestá-lo uma vez por semana para o Brandon escrever sobre as coisas dele. Vocês não se incomodam, né meninos? Alguma objeção? Não? Óóóótimo!

Bran, meu quartinho é seu também, querido. Fique à vontade para falar com o pessoal e dividir suas coisinhas. Só não esquece de colocar meu selinho aí embaixo, tá?
Beijinhos,

Profissão Cartoon

TIRANDO o mala do Tony, todos nós piramos em quadrinhos. Como é complicado colocar uma historinha inteira da Turma da Mônica, do Tio Patinhas ou de todos os super-heróis que gostamos aqui, vou postar toda semana algumas tirinhas de nossos cartunistas prediletos: Caco Galhardo, Laerte, Adão, Glauco, Fernando Gonsales, Henfil, Alan Sieber, Quino, Bill Waterson, Jim Davis e Dik Browne.

Sempre que a tirinha de um deles estrear, colocarei uma breve biografia do autor para vocês conhecerem um pouquinho mais desses artistas, que com apenas três quadrinhos conseguem expressar toda uma idéia e, na maioria das vezes, levar os leitores à relexão e às gargalhadas.

Vou começar com meu predileto:


FERNANDO GONSALES
Além de cartunista, o paulista Fernando Gonsales, 46, é veterinário. Foi pegando o jeito e o formato dos animais que ele desenvolveu seus personagens, como os ratos Níquel Náusea (sátira de Mickey Mouse), Sábio do Buraco, Rato Ruter e a simpática baratinha Fliti.

Gonsales começou a ser publicado na Folha de São Paulo em 1981, e desde então tem lugar cativo no caderno Ilustrada do jornal. Suas tirinhas também fazem sucesso em jornais de outras partes do Brasil, como Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Recife. Até Lisboa, Portugal, se rendeu a Níquel e sua trupe.

Com 20 anos de carreira, o cartunista é um dos recordistas de prêmios do gênero, que contemplam tanto o roteiro quanto o desenho - levantou nove vezes o troféu HQ Mix, o mais cobiçado pela turma do lápis. Além dos quadrinhos, o desenhista faz também ilustrações para publicações dos mais variados tipos, e já chegou a ser escalado para escrever roteiros de TV para a Rede Globo.


Níquel na área:



As musas do Vince - II

ORA, ORA... Quer dizer que a aprendiz de Cheerleader resolveu embarcar na do Vince e fazer o Top da Marion? Parece até que começou bem, mas vamos ver se ela não escorrega nos próximos, já que seu gosto é beeeeeem discutível.

Dando seqüência ao meu, depois de Angelina e Beyoncé, estendo o tapete para duas leoas, uma do cinema e outra da música. Elas podem ser ultrapassadas pra você, mas pra mim são como ônibus: tão no ponto!

Meryl Streep. Na minha opinião, a maior atriz de todos os tempos. 58 anos de idade, 50 filmes rodados, 14 inicações ao Oscar e muita, mas muita história pra contar. Imagine você jantando com Meryl, tomando sorvete, jogando videogame? Essa mulher deixa qualquer um louco. Louco de raiva (O Diabo veste Prada), de dar risada (Terapia do Amor, A Morte lhe cai bem), de paixão (As Pontes de Madison), de vontade de decifrar (As Horas, A Casa dos Espíritos) e de desejo (A Escolha de Sofia, Adaptação). Pode não ter uma beleza convencional, mas por onde vai carrega seu jeito simples, espontâneo e encantador, como você pode ver na entrevista abaixo.









Madonna está para o pop assim como Meryl está para o cinema. Quem um dia imaginou que uma tampinha de 1,50m de altura e os dentes da frente separados pudesse causar tanto furor? Sua fama de bad girl e suas performances memoráveis lhe renderam - além de milhares de tentativas de seguidoras frustradas - o posto de rainha do pop e diva do público GLS, oito Gremlins, 21 aparições nas telas de cinema e a impressionante marca de 270 milhões de discos vendidos (aposto que em sua casa tem pelo menos um). Madonna é tão quente, tão sexy e tão pop, que um simples beijo em Britney Spears aos 47 anos fez os patetas Eminem, Puff daddy, Justin Timberlake e o mundo inteiro parar para assistir. Quem é rainha, nunca perde a majestade!

Madonna, Britney Spears e Christina Aguilera em ação no VMA 2003:

Raios! Estamos de volta, ora pois!



TERRA À VISTA!
TERRA À VIIIIIISTAAAAAAAAAAA!!!!!!!

Após passar por mals bocados no maremoto da segunda divisão - e de quase entrar no redemoinho da terceira - estamos de volta à terra firme da elite do Campeonato Brasileiro. Quero cumprimentar toda a tripulação responsável pela bela campanha que fizemos, desde o roupeiro e o massagista até a diretoria, que não jogou a toalha em nenhum momento e apostou o bacalhau no capitão Vagner Benazzi, grande comandante que teve pulso, paciência e competência para formar um time vencedor.

Time que contou também com as belas defesas e os 13 gols(!!!) do goleirão Tiago na temporada (veja um deles abaixo), com a categoria e precisão nos cruzamentos de Leonardo, nosso ala esquerdo que fez uma temporada no melhor estilo Zé Roberto, e com a infernal dupla de ataque Joãozinho-Diogo, os garotos responsáveis pelos saudosos gritos de olé que voltaram a ecoar no Canindé.




A Terrinha está em festa, o leão rubro-verde despertou, as camisas voltaram às ruas e, se ninguém disse ainda, eu escrevo aqui: Dener, essa é pra você, garoto!!!!!




16 de nov de 2007

Cabeleira, Bomba e Meio-fio



DEPOIS de nós sete aqui do clube, Cabeleira, Bomba e Meio-fio são os três caras mais conhecidos de Nova Piripirí. Eles me encheram os patová para fazerem parte do time, mas como são muito alienados - e não conseguiram passar pelo teste de trava-língua - acabaram ficando de fora. Ainda assim, acredito que seria interessante abrir o diário dos três* para os leitores desse blog, afinal de contas não é todo dia que você se depara com as intimidades de um roqueiro, um pitboy e um mano da quebrada mais sinistra da sua cidade.

* Antes de publicar os manuscritos, os erros de português foram devidamente corrigidos.


RIFFS DO CABELEIRA

Essa é a minha noite! Depois de três anos de ensaio, finalmente minha banda vai subir ao palco. Logo mais, na festa de formatura, vamos fazer um show de VINTE minutos, com direito a cinco covers e duas músicas do Caracol Alado mesmo. Comprei uma faixa nova, pra ficar ainda mais parecido com o Axl Rose (dizem que corro no palco igualzinho ele). Mal posso esperar para sentir a energia da galera, ligar os amplificadores, vestir minha guitarra e detonar na performance. Ah, Mary-Ann.... Eu sei que você vai estar lá! Depois de me ver em ação, duvido que queira terminar a noite com qualquer um que não seja o Cabeleira aqui. Oh yeah, baby!!!


BOMBANDO!

Nenhum dos babacas dessa cidadezinha medíocre acredita quando falo que não existe coisa mais insana que uma rave. Som de primeira, pico descolado, gente bonita e um grau que só quem é do ramo consegue atingir. Essa noite vai rolar a 1ª Écsdáblioipisilon, com o DJ mais requisitado do planeta, o israelense Rava Naguee-La. O cara manda um som inacreditável, e por onde passa conduz o pessoal a uma vibe descomunal com sua psicodelia gringa. Dei duro o mês inteiro na academia, dobrei o peso do supino, tripliquei os abdominais e retomei o ciclo da bolinha. Agora, brother, é vestir a regata, separar a lupa, a bala e o pirulito e azarar, dançar e fritar até o sol dar as caras na floresta. E já vou avisando: se agarrar menos de cinco, durmo lá na grama mesmo.


CONCEITO DO CLAQUIBUM

Vou começar logo dando a letra, cumpadi: hoje faço 12 anos, e pra comemorar vai ter baile aqui no morro!!!!!!! Mais de mil litros de vinho do bom, 3 toneladas de som pra fazer um batidão com todos os bondes da baixada e mulher, parceiro... vai ter até enjoar! Nem tô acreditando que geral confirmou presença: Sarna, Bitufo, Dentinho, Pinball, Gorrinho, Jaqueta, Vida Loka, Fuinha, Pocotó, Medonho, Burrifo, Jangada, Nelão, Winchester, Bisnaga, Fritura, Barrinho, Tenente, Martelo, o Napa, os irmãos Tião e Tapioca, as potrancas (Fumaça, Merreca, Negresco, Garrucha, Xiboquinha, Dedada, Tic-tac, Caçapa, Dig-Joy, Tele-Sena)... Já escalei o Berimbau pra assar as linguiças e o Satã pra agilizar os gorós. Aproveito meu confessionário pessoal pra fazer um registro : essa noite é a estréia do Mc Meio-fio mandando o maior conceito pra toda rapaziada presente. Ahhhhhh muleeeeeque, hoje nem o Bope me segura!!



Panguar é preciso: Isketch


JÁ FOI comprovado cientificamente que, por mais que goste de calculadoras, dilemas e filosofia, o cérebro precisa daquele tempinho de descanso, para dar uma espairecida e entrar zero bala no próximo pepino que você der pra ele. Como os especialistas no assunto aconselham meia hora de repouso ao dia, inauguro aqui o "Panguar é preciso", espaço criado com dicas das mais variadas procedências para você cumprir sua sesta cerebral.

Todas as semanas postarei uma curiosidade, uma receita, uma galeria de inutilidades, uma rapidinha bizarra ou um joguinho instrutivo que vai lhe proporcionar preciosos momentos de lazer. Aí na linha de baixo vai o pioneiro, espia só:

Sucesso absoluto entre as secretárias, recepcionistas e ratos de lan house do mundo inteiro, o Isketch tomou o lugar do Freecell e da Paciência como o joguinho favorito de todos os que passam o dia na frente do computador. Trata-se de uma versão virtual do lendário Imagem e Ação, aquele jogo que temos que adivinhar a palavra através de mímicas.

Os isketchers disputam em salas de até 10 jogadores. Aqui, os gestos dão lugar a uma lousinha no estilo Paintbrush, e você deve adivinhar o que o outro internauta está desenhando. Sim, o jogo é em rede, e para jogá-lo você deve estar conectado e baixar o Schockwave, coisa que não toma mais que três minutinhos. Depois, basta escolher sua sala, observar uma rodada (as partidas são disputadas em 10 rodadas, com duração de 2 minutos cada no máximo) e mandar bala!

Pra começar co pé dereito:

- Crie um nick e uma senha fáceis de lembrar;
- Quando for arriscar a palavra (pode dar quantos chutes quiser), clique no quadrinho de cima; o de baixo serve para chat;
- Para você também ser um desenhista, não esqueça de desabilitar o ítem AWAY;
- Se a palavra que você for desenhar estiver muito difícil, apele para o botão 'give hint' - ele dará até 3 dicas para os outros jogadores;
- Capriche no desenho - quanto mais jogadores adivinharem seu desenho, mais pontos você soma;
- Há também salas de filmes, animais e outros. Treine nas comuns, depois encare esses mais punk;
- Você pode criar uma sala só para sua galera. Aí a coisa fica mais divertida ainda!
- Caso não esteja em casa, não vá dar um grito de chimpanzé se acertar o desenho - sua professora ou seu chefe não vão gostar nem um pouco de saber do seu novo entretenimento, e o papo do cérebro não vai colar.

Maiores detalhes você encontra lá mesmo, no campo 'Instructions' (em inglês). Qualquer outra dúvida é só me perguntar, tamos aí.
Belezura?!?

Forte abraço,





Dicas para o feriado chove-não-molha


FERIADÃO é sempre uma delícia, e esse vai ser melhor ainda! Começou ontem e vai atéééé quarta-feira. Não vou ter aula nenhum dia! Mais tempo para ficar com a minha poodlezinha, sair com a minha amiga Vickye e comer muito sorvete e batata-frita. Para quem não foi tomar chuva em Santos e com esse tempinho vai mesmo é assistir um filme, ficam aí as dicas da semana:

EM DVD: A Fantástica Fábrica de Chocolate

Essa versão de 2005 certamente vai agradar quem se encantou com o longa de 1971. Na refilmagem, Willy Wonka é vivido por Jonny Depp. Ele é dono da maior fábrica de doces do mundo, e faz um concurso mundial para que cinco crianças a visitem e descubram as magias que suas portas escondem. Charlie Bucket, garoto pobre, Augustus Gloop, glutão apaixonado por chocolate, Veruca Salt, menina mimada, Violet Beauregarde, garota educada pela mãe para ser sempre vencedora e Mike Tavee, menino viciado em vídeo-game que acha que sabe de tudo, formam esse grupo capitaneado pelo impagável Wonka. Mal sabem eles que essa aventura revelará também seu caráter.

Confira o trailer:




NOS CINEMAS: A Loja Mágica de Brinquedos

Quem nunca sonhou com brinquedos mágicos que durante a noite se transformam em reais? Quem nunca teve a sensação de que seu ursinho de pelúcia entende o que você fala? Para as crianças sonhadoras ou adultos que continuam acreditando em magia, esse filme é uma ótima pedida.

Na história, Magorium, interpretado com maestria por Dustin Hoffman, é um incrível senhor de 243 anos de idade, dono da loja de brinquedos mais fantástica do mundo. Tudo lá é mágico e parece ter vida. A única condição que se pede aos freqüentadores é muito simples: precisa acreditar para ver. Quando o Sr. Magorium decide se aposentar e deixar a loja para a encantadora Molly (Natalie Portman), coisas estranhas começam a acontecer, e a loja inteira ganha vida.


Trailerzinho aqui:




Um beijinho, e boa pipoca!

TOP da Marion – I

ESSA idéia do Vince lançar as 10 mulheres TOP (As musas do Vince - I) chamou a minha atenção. Não sou copiona (porque quem me copia são as meninas do colégio), mas decidi também fazer um ranking com os meus 10 homens TOP.

Como a definição do Vince foi bem clara, TOP para mim também é um misto de beleza, charme, inteligência, postura e atitude. Detalhes como covinha na bochecha também contam muito, acho lindo!

Não vou postar logo os 10 de uma vez porque 'é muita areia pra meu caminhãozinho', como aquele mongo falou - até se fosse um Porche conversível eu colocaria todos -, mas é melhor de pouquinho, assim vocês ficam curiosas!


Pra começar com tudo: BRAD PITT. Vamos lá, né meninas? Existe cara mais completinho do que esse? Ele é lindo, um pai super dedicado, ótimo ator (posso citar mil exemplos, como Os 12 Macacos, Tróia, 11 Homens e Sr. & Sra. Smith ), e ainda agüenta o perrengue que passa com sua linda mulher, Angelina Jolie. Ela é a musa mais desejada do mundo, e nem por isso ele faz ceninha na frente da galera. Eu tinha um namorado que um dia leu o meu diário e ficou louco porque eu escrevi que achava o John uma gracinha. Vocês acreditam? E olha que eu sou só a Miss Nova Piripiri. Ele merece um brinde com raspadinha de uva.


Melhores momentos do Brad:




O próximo: MATT DAMON. Vocês podem falar ‘pô nem acho ele tudo isso’... mas vocês já assistiram Gênio Indomável (abaixo) ou algum filme da trilogia Bourne? Garanto que vocês iam se derreter. O que é aquele charme, senhor! Ele só chama menos atenção em Onze Homens e Um Segredo porque ele contracena com o gato do Pitt. Matt é de libra, combina com meu signo! Mas de que adianta? Ele é casado e tem duas filhas. Pensa se ele não é perfeito: conheceu sua mulher em um restaurante onde ela era garçonete, e fez de tudo para conquistar a moça até trazer todos os seus parentes para o casamento em Miami. Não é lindo? Eu me renderia aos encantos dele fácil, fácil! Você não???

Matt em ação:




Bjinhos!


13 de nov de 2007

Highlanders definem futuro do Brasileirão

Edmundo/Lancepress


OITO JOGADORES, oito destinos. Coincidência ou obra dos deuses do futebol, está nas mãos, ou melhor, nos pés dos veteranos Edmundo, Finazzi, Roger, Pedrinho, Roni, Tuta, Paulo Baier e Josiel, a chance de seu time ir para a Libertadores ou permanecer na elite do futebol brasileiro. Se somadas as idades dos oito druidas, chegaremos a 250 anos, praticamente o dobro da idade do esporte que jogam, que começou a ficar parecido com o que temos hoje lá pelo terceiro quarto do século XIX.

Há apenas duas rodadas do término do Brasileirão (no caso do Palmeiras três), eles são a esperança da torcida e a referência de suas equipes dentro de campo. Seu desempenho na reta final pode fazê-los ganhar a consagração - e mais um ou dois aninhos de contrato.

Palmeiras e Corinthians vivem momentos opostos, mas Edmundo e Finazzi têm uma história muito parecida. Contratados com desconfiança por parte da torcida - e das próprias diretorias -, os atacantes passaram de vilões a salvadores da pátria. Isso porque o peso pesado Finazzi, 34 anos nas costas e 16 clubes no currículo, desembestou a fazer gols decisivos nas últimas rodadas. Já o 'Animal', 36, tem a chance de reviver seus momentos de glória com a camisa verde após reassumir o posto de estrela do time, retomado com a suspensão de cinco jogos do chileno Valdívia.

Os cariocas Pedrinho e Roger passaram por maus bocados até se reerguerem e serem aplaudidos por santistas e flamenguistas. Quando estava no auge da carreira, no Vasco, Pedrinho, 28, sofreu uma contusão que o afastou do futebol por dois anos. Mesmo voltando aos gramados, pelo Palmeiras, o meia seguiu apanhando dos joelhos, que lhe renderam o apelido de 'Podrinho'. Aposta de Luxemburgo para a temporada atual, o habilidoso canhoto voltou a fazer belas exibições, e hoje é a principal arma do time da Vila para retornar à Libertadores da América.
O galanteador Roger (que, se não conquistou muitos títulos, ao menos arrebatou os corações de beldades como Leila, do vôlei, Adriane Galisteu, Samara Felippo e Deborah Secco) fez tão pouco pelo Timão que foi esnobado até pelo banco, e recebeu a carinhosa alcunha de 'Roger Chinelinho'. Descartado pela diretoria, o meia de 28 anos ganhou refúgio no Mengão, voltou à boa forma e reencontrou seu melhor futebol, com direito a golaço contra seu ex-time e especulações de renovação de contrato por mais três anos.

Roni e Tuta, mesmo não estando em sua melhor forma, ainda podem decidir a favor de Cruzeiro e Grêmio. Um é veloz, de movimentos precisos, raciocínio rápido e muita raça. Com a contusão seguida pela queda de rendimento de Alecsandro, o ex-Fla e ex-Flu Roni, 31, assumiu o posto de goleador do time mineiro, que hoje está a apenas duas vitórias do torneio sul-americano. O outro, que também vestiu a camisa do rubro-negro carioca e teve bons momentos no Palmeiras, é há dois anos a referência do ataque gremista. Seu estilo não agrada muito a torcida, já que participa pouco do jogo e, por atuar dentro da área e entre os zagueiros, aparece menos. Mas, quando dá as caras, Tuta, 33, costuma ser letal - ainda mais atuando no Olímpico, onde marcou a maioria de seus tentos no ano.


Assim como Finazzi, Paulo Baier e Josiel vivem momento delicado no campeonato. Baier, 33, está careca de saber que é o dono do time goiano. Mas nem suas assistências e os 13 gols marcados parecem livrar o Goiás do pior. Se conseguir a façanha, vai para o time de masters como herói, e deve ganhar a chave da cidade. Já o artilheiro do campeonato Josigol, 27, parece uma ilha de bom futebol no time do Paraná. Rápido e oportunista, o até então desconhecido centroavante carrega sozinho a responsabilidade de livrar sua equipe do rebaixamento, missão que parece ficar cada vez mais difícil. Se o veterano marcar nas duas partidas restantes e seu time não sofrer gols, haverá uma luz no fim do túnel.

Highlanders, que a força esteja com vocês!






12 de nov de 2007

As musas do Vince - I

COMO a Matemática é muito chata na quinta série, resolvi dar um cabulão hoje e fazer alguma coisa útil. Já que o poeta não tava inspirado, decidi montar uma lista das mulheres mais TOP do mundo.

Abro aqui um importante parênteses (que raio de palavra!) para explicar o meu conceito de TOP. TOP, quando o assunto é mulher, seria um misto de beleza, charme, inteligência, postura e atitude. Essas cinco características, quando estão em harmonia e equilíbrio, fazem uma Mulher de verdade, daquelas que inundam sua mente de onomatopéias com apenas um olhar. Lembrando que a Beleza está nos olhos de quem vê, Charme vem de berço, e Inteligência se adquire vivendo. Agora... Postura e Atitude são duas qualidades raríssimas, e só sendo muito 'macho' pra saber se impor e lutar pelo que acredita.

Vou postar de duas em duas, pro seu caminhãozinho não arriar:



Angelina Jolie. Poderia também chamar Angelina Unanimidade Jolie, pois não conheço um cristão (judeu, muçulmano, evangélico, budista ou ateu) que não se renda ao feitiço da estrela de Hollywood. Como se não bastasse ser linda, sexy e ótima atriz (vídeo 1), a mulher do Brad Pitt ainda é ligada a causas humanitárias (vídeo 2). A despeito de seus atos de sadomasoquismo e rebeldia, Angelina foi nomeada Embaixadora da ONU por seu trabalho junto aos refugiados de Serra Leoa, Tanzânia, Paquistão, Etiópia e Camboja. Precisa dizer mais alguma coisa?





Vídeo 1 - Melhores momentos na TV e Cinema




Vídeo 2 - Diário de Angelina na África






Beyoncé Knowles. Assista ao filme Dreamgirls e ao clipe Beautiful Liar (abaixo), e depois me diga se essa mulata de nome francês e sobrenome de cereal matinal não é coisa de outra galáxia. Vencedora de 10 prêmios Gremlin, Beyoncé é uma das poucas cantoras de banda que conseguiram vencer na carreira solo. Após 15 anos e 50 milhões de CDs vendidos com o Destiny Child, os produtores resolveram apostar em seu talento e acertaram na mosca: Beyoncé se tornou a maior musa do pop mundial, deixando pra trás a colombiana Shakira e farsas como Jennifer Lopez, Britney Spears, Pink e Cristina Aguilera. Viva Deena Jones!



Beyoncé e Shakira - Clipe Beautiful Liar







11 de nov de 2007

Riquelme, o Menino-Aranha

O menino-aranha/Agência Estado

QUANDO acho que já vi de tudo nessa vida, eis que me acontece um episódio que, se não fosse pela capa dos jornais de sábado (10/11), juraria que era belela. Mas, como você pode ver na imagem acima, o menino-aranha Riquelme dos Santos existe e, com apenas 5 anos, conseguiu o que muitos não conseguem em 50: entrar para a história.

Com nome de jogador de futebol argentino e roupa do super-herói americano do momento, Riquelme salvou um bebê que estava dentro de uma casa em chamas. Ele brincava no quintal de sua casa, em Palmeira, cidadela catarinense de 2 mil habitantes, quando viu uma mulher na rua desesperada com o fogo que se espalhou por sua casa. Destemido, o garoto acalmou a mulher, e ao saber que tinha um bebê lá dentro, incorporou o Peter Parker e se lançou no meio das chamas. Pouco tempo depois lá estava Riquelme de volta, carregando com dificuldade um bebê de 1 ano.

Quando os bombeiros chegaram, o pequeno herói disse que não teve medo, já que era o Homem-Aranha. Quem pode com essa?


Related Posts with Thumbnails