8 de out de 2009

A incrível história do homem galinha


CERTO DIA ZÉ, sujeito simples, honesto e trabalhador, desligou a tevê e foi dormir. Deu um beijinho de boa noite na mulher, virou pro lado e capotou.

Quando acorda, Zé estranhamente se sente leve demais. Se espreguiça, abre bem os olhos e não acredita quando se depara com um velho barbudo:

- Ei, quem é você? Posso saber o que está fazendo no meu quarto?

O sujeito responde:
- Eu sou São Pedro, tolo. E você não está no seu quarto, você está no céu!

Zé fica desesperado:
- Mas não é possível, eu não posso morrer! Por favor, São Pedro, faça eu voltar, pelamor de Deus!

E São Pedro:
- Está bem, meu filho. Mas, para pagar seus pecados, você só poderá voltar se for na forma de cachorra ou galinha.

Zé fica pensativo, e começa a ponderar:

"Putz, cachorra é foda... na época do cio vários cachorros imundos comem ela! Já a galinha, bem... Eu nunca vi pau de galo, deve ser pequeno, dá nem pra sentir!"

E responde rapidamente:
- Fechou, eu quero voltar como galinha!

E num piscar de olhos, TCHANAAAAMMM!!! Zé se vê num galinheiro rodeado de galinhas. Olha para seu braço e vê uma asa, olha para seu pé e se depara com uma pata de 3 dedos.

- Caralho! Não é que virei galinha mesmo?

Ainda achando graça da situação e se equilibrando nas patas de trás, Zé olha para frente e vê um galo enorme vindo em sua direção:

- Hummmm... Você é nova aqui no galinheiro, certo?
- S-sim, s-sou sim.

E o galo vai logo lançando as regras do galinheiro:
- Bom, aqui só damos duas opções. Ou você vai para a ala das reprodutoras ou para a ala das poedeiras. E aí, qual vai ser, doçura?

E Zé raciocina:

"Bom, se eu for para a ala da reprodução, vou ter que dar para esse galo. Mas também não sei botar ovo, e agora? Vou abrir o jogo!"

- Mas seu galo, eu não sei botar ovo!

E o galo, muito cortês, prontamente se dispõe a ensinar Zé a botar ovo:
- O negócio é o seguinte, mon cherri: você senta aí, levanta a asinha esquerda duas vezes e faz cócó!

Zé segue cuidadosamente os passos que o galo lhe disse, e num passe de mágica... PLOC! sai um ovinho!

Zé se empolga com a façanha, tenta mais uma vez e... PLOC! sai outro ovinho!!

- Porra, que maneiro! Tô começando a gostar desse negócio de ser galinha!

E quando Zé se ajeita para botar mais um ovinho, ouve o berro da sua mulher:
- Ôôôôôô, Zééé! Acorda, filho da puta!! Você tá cagando na cama toda, animal!!!!


* Anedota via Omoristas



7 de out de 2009

16/16: Yes, we créu!

16 MOTIVOS para comemorar as Olimpíadas Rio-16:


1. Contrariando todos os prognósticos, colocamos os poderosos Isteites, Japóóón e Epaña no bolso e ao menos por um dia dormimos no topo do mundo;

2. Quem sabe agora o governo finalmente não dá um incentivo para as crianças se descobrirem talentos do esporte?


3. Com Copa e Olimpíadas seguidinhas, seremos assunto no planeta por 3 anos seguidos.

4. Quem sabe agora o governo finalmente não dá um incentivo para as crianças se descobrirem talentos do esporte, levando o nome do país ao lugar mais alto dos pódiums do mundo?



5. Calamos a boca de todos os vira-latas casca de ferida que vivem reclamando do Brasil, dizendo que não merecemos sediar um evento desse porte e usando o argumento estapafúrdio de que o $$$ das Olimpíadas poderia ser aplicado em outras áreas (como se isso um dia fosse acontecer!).

6. Quem sabe agora o governo finalmente não dá um incentivo para as crianças se descobrirem talentos do esporte, fazendo dele um emprego de verdade com salário justo e abrindo a possibilidade de um plano de carreira dentro da própria modalidade?


7. Sediaremos a primeira Olimpíada da história da América do Sul, nos consolidando como o país mais importante do continente.

8. Quem sabe agora o governo finalmente não dá um incentivo para as crianças se descobrirem talentos do esporte, trocando as ruas por campos de futebol, quadras de basquete e tatames de judô?


9. Com as Olimpíadas no Brasil, modalidades até então deixadas em segundo plano enfim receberão a atenção que merecem.

10. Quem sabe agora o governo finalmente não dá um incentivo para as crianças se descobrirem talentos do esporte, gerando emprego para todos os profissionais que giram na órbita do esporte, como olheiros, fisiologistas, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e treinadores?


11. As Olimpíadas acontecem só daqui a 7 anos, mas o fluxo de turistas para o Brasil - e especialmente para o RJ - deve dar uma bela duma bombada desde já, fazendo a roda da moeda girar e muita gente descobrir o país mais bonito do mundo.

12. Quem sabe agora o governo finalmente não dá um incentivo para as crianças se descobrirem talentos do esporte, e serem elas próprias o exemplo para milhares de outras seguirem o caminho do ouro?

13. Vamos rachar o bico assistindo às européias, americanas e japas duronas tentando imitar nossas gostosas dançando funk (imagina a putaria farra que não vai ser?!)

14. Quem sabe agora o governo finalmente não dá um incentivo para as crianças se descobrirem talentos do esporte, abrindo grandes centros multi-esportivos do Oiapóque ao Chuí e evitando o êxodo de grandes talentos?


15. Vamos enfim ter a tão esperada chance de ver uma Olimpíada inteirinha AO VIVO. Caraioooooooooooooooo!!!!!

16. Quem sabe agora o governo finalmente não dá um incentivo para as crianças se descobrirem talentos do esporte, tornando o Brasil, num futuro próximo, um adversário admirado, temido e acima de tudo respeitado por todos?




Yes, we créu!!!




6 de out de 2009

That's all, folks!


PRA QUEM AINDA não viu, taí o trailer do filme...

Mais aguardado do ano;
Que traz quase uma hora e meia de ensaios do maior show man que esse mundo já viu;
Que terá versões inéditas dos maiores clássicos do eterno rei do pop;
Que mostrará que, ao contrário do que as manchetes cuspiam, o homem estava em plena forma mesmo aos 50;
Que terá estreia mundial dia 30/out, e ficará em cartaz apenas duas semanas;
Que custou módicos US$60 milhões para ter seus direitos liberados.





*Mais sobre "This is it" você encontra aqui!




5 de out de 2009

Requentar é viver: Tá gordinho, hein?


ACONTECEU. COMIGO.

No começo achei que era coisa da cabeça e dos olhos dos outros, e quando dei por mim já era tarde. Se aproveitando de meus dias sentado à frente dos livros, palcos, computador e tevê, eles foram chegando aos poucos e se alojando: nas minhas costas, pernas, braços, barriga, papada. Até na bunda os disgramados foram parar!

15 quilos. 15 mil gramas, 15 milhões de celulazinhas adiposas a mais me acompanhando na escola, no clube, na pracinha, na (ugh!) piscina.

Sim: Johnnie Calzonne, a maior lenda viva de Nova Piripirí, está... gordinho. E deveras desapontado com a reação nada receptiva das pessoas com meus quilinhos a mais.

É incrível como estar acima do peso incomoda os outros. No final de semana passado, comemoramos os 80 anos da vovó. Foi eu colocar o pé pra dentro de casa e a velha me veio com essa: "meniiiiiino, mas como você tá goooordo..." Percebendo o silêncio geral que tomou conta do recinto, ela tentou remendar: "E boniiiito!".

Com os amigos de São Paulo é a mesma coisa: "E aí bicho, tá bem? Caramba, mas você tá grande, hein?" Ao se deparar com minha cara de esterco, eles geralmente ligam o ventilador e espalham o dejeto assim: "Tá fazendo academia, cara?"

Pior ainda é quando encontro aquelas pessoas que não vejo há 3, 4 anos. Vou lá, feliz da vida cumprimentar a sumida e sou presenteado com pérolas como essa: "Nossa Jo-jo, você tá diferente... quase que não te reconheci!" Seguida por um providencial "cortou o cabelo, né?"

Não, não cortei o cabelo. Não tô fazendo academia nenhuma. E não preciso ouvir, até da boca da minha avozinha, que estou gordo - o espelho faz questão de me dar o veredicto todo santo dia, até quando passo simplesmente para escovar os dentes. Estar gordinho não é vergonha, não é ofensa, não é crime e muito menos motivo para me escolher por último no time.

Por isso, gordinhos, uni-vos! Vamos protestar contra todos aqueles que nos recriminam, esteriotipam e subestimam só porque suamos um pouco mais, temos tetinha e desabotoamos o botão da calça após o almoço. Mal sabem eles que, por trás de tudo isso, existe uma pessoa que só está passando por um momento delicado, indeciso, conturbado.

E que vale o quanto pesa.



Related Posts with Thumbnails