30 de abr de 2010

A "descoberta" do ano



EU SÓ FUI CONHECER ESSA semana, mas os caras fazem sucesso na web há quase 3 anos. Eles são o Moymoy Palaboy, duo filipino formado pelos irmãos cara de pau Moymoy e Roadfill.

O que eles fazem?

Usam o Lipdub no limite da criatividade, dublando dezenas de músicas que vão de Queen a Avril Lavigne, passando por Spice Girls, Backstreet Boys, Black Eyed Peas e Village People. Uma câmera na mão, um fundo caseiraço (vira e mexe a tia deles aparece cozinhando ao fundo), uma vassoura que serve de guitarra e tchanan! - lá estão os 2 upando mais um vídeo. Trocando em miúdos: um híbrido das mionzices de Marcos Mion com os 15 minutos de Marcelo Adnet.

De 2007 pra cá já foram mais de 30 milhões de visualizações no Youtube, centenas de entrevistas, desenho animado personalizado, prêmios, contratos, programa na MTV e até a participação do senador filipino Dick Gordon em um de seus vídeos. Rapaz, eu mesmo não sei como cheguei até aqui sem eles.

Senhoras e senhores, homens de fé e pagãos: com vocês o único, o inexorável, o tosco, o furdúncio... Moymooooooooy Palabooooooooy!


Bohemian Rapsody


Wannabe


Pump it







5 de abr de 2010

Ueeeeeepaaaaa!


"Hoy acepto mi homosexualidad como un regalo que me da la vida. Me siento bendecido de ser quien soy!"



E FOI ASSIM, COMO UM ex-roqueiro doidão que anuncia que encontrou Jesus, que Ricky Martin assumiu ao mundo que pode até curtir um passito pa'delante, mas sua praia é mesmo un passito pa' atras.

A notícia, que é mais um atestado do que uma novidaaaade em si, chama a atenção pelo teor adotado pelo pop star porto-riquenho. Ao declarar que aceita sua homossexualidade "como um presente que a vida lhe dá", o mais famoso dos Menudos pode até estar despedaçando o coração de milhões de menininhas inocentes, mas coloca um tijolo importantíssimo na edificação do orgulho gay.

Se hoje a causa GLBT bota 2 milhões de pessoas em festas na avenida, 3 integrantes no Big Brother, elege prefeitos e deputados e é discutida com muito menos preconceito que há uma mísera década, é por causa de corajosos como Elton John, George Michael, Harvey Milk, Dicesar, Serginho, Ana Carolina, Marina Lima e Ricky Martin, que saem do armário para viver la vida loca de peito e briôco aberto.

Pô, se assumir não é nada fácil, muito pelo contrário. Levanta os 2 braços e vem pro rebolation quem nunca se viu incapaz de assumir que é/foi medroso, bundão, incompetente, incapaz, precipitado, infantil, avarento, ciumento, invejoso... E que tal então atraído de alguma forma por uma pessoa do mesmo sexo?

Ueeeepaaaa!!!

Todas as anteriores são questões inerentes à condição humana. Aceitá-las e reconhecê-las é o primeiro passo para nos assumirmos limitados e vivermos de uma forma mais livre, leve e justa.

Parabéns pela atitude, Ricky. Pra mim tu foi bem mais homem que muito Zé Piquinha que fica arrotando, falando alto e contando vantagem só para se auto-afirmar. Mal sabem eles que as meninas só querem alguém que as compreenda com um olhar, um abraço ou uma barra de chocolate num dia ruim. E aqui entre nós: uma reboladinha de vez em quando não faz mal a ninguém.  




Related Posts with Thumbnails