15 de dez de 2007

A volta dos três gigantes

DEPOIS DE PASSAR os últimos anos entre o inferno e o purgatório, reféns dos interesses de cartolas déspotas e de empresários oportunistas, três grandes clubes brasileiros parecem enfim ter emergido da lama e acordado para a bola. Flamengo, Fluminense e Palmeiras mudaram de cara, enfrentaram uma verdadeira lavagem intestinal e, pelas últimas notícias ventiladas pela imprensa, devem travar com São Paulo, Santos e Inter uma interessante batalha pelo topo do futebol brasileiro.



Ibson: o símbolo da arrancada rubro-negra


O Flamengo, que deu neste Brasileirão a mais emocionante arrancada de um time desde o Santos de Diego e Robinho em 2002, renovou com Joel Santana e está montando uma equipe altamente competitiva para a disputa da Libertadores da América. O goleirão Bruno, de contrato novo, ficará na Gávea por mais algumas boas temporadas. Rodrigo, beque disputado por várias equipes brasileiras, deve chegar para formar dupla de zaga de respeito com Fábio Luciano. Os laterais Léo Moura e Juan foram irrepreensíveis no campeonato, assim como Renato Augusto e Ibson. O pentacampeão Kléberson, regularizado e em forma, já treina com o colete de titular. Com mais um avante de ponta, para formar o ataque ao lado do matador Souza, o Mengão ficará completo para voltar a sonhar com títulos importantes em 2008.


Washington: grande chance de formar ataque dos sonhos com Leandro Amaral e Dodô


A diretoria do Flu parece não medir esforços para reforçar o time que disputará o torneio sul-americano e exorcizar de uma vez por todas a galinha preta que visitou as Laranjeiras no início do XXI. Depois de tirar Dodô do Botafogo e repatriar o volante Fabinho e o matador Washington Coração de Leão, o time do técnico Renato Gaúcho está fazendo de tudo para trazer o habilidoso meia argentino Darío Conca, ex-Vasco, e aguarda pendência jurídica para apresentar o Anjo da Fiel Felipe e o atacante Leandro Amaral, os melhores de suas posições no campeonato. Os meias Jadson e Jônatas e o lateral-esquerdo Léo são outros nomes na pauta do diretor Branco, e podem pintar no time a qualquer momento. Lembrando que o Tricolor Carioca conta ainda com o talentoso meia Thiago Neves, titular absoluto de qualquer seleção do Brasileirão.



Luxa: de volta, quem diria, nos braços da torcida


Fechando a trinca das fênix da bola, vem o Palmeiras. Esfolado pela dinastia do sultão Mustaphá Contursi, que sugou o clube até deixá-lo no abismo da Segundona, o time do Parque Antártica dá sinais de que fará de 2008 o ano do retorno ao futebol de garra, classe e competitividade que o consagrou como o maior campeão do último século. Assinou contrato de R$250 milhões para transformar o velho Palestra Itália na moderna e requintada Arena Palestra - que servirá inclusive para abrigar a Azurra na Copa de 2016. Firmou parceria com J. Hawilla, palmeirense verde e dono da poderosa Traffic, para injetar outros milhões na contratação de reforços. E, o chantily do mousse de limão verde: está prestes a confirmar a vinda de ninguém menos que Vanderlei Luxemburgo, o mais vitorioso técnico do país, para comandar a equipe.

Com Luxa no banco, São Marcos recuperado debaixo das traves, o raçudo Pierre na retaguarda e o mago Valdívia na criação das jogadas, o torcedor alvi-verde que ainda não completou uma década de vida poderá enfim se entusiasmar para soltar o grito que seus amiguinhos são-paulinos, corintianos e santistas cansaram de dar nos últimos anos: É CAMPEÃO!

É claro que tem também a reformulação no Timão e a minha Lusinha, que puxou o fado e deixou as padarias do país em festa, mas isso já é assunto para um próximo post.

Saudações da Terrinha,

2 comentários:

Vickye disse...

Olha o meu Mengão aííí!!!!!!!!!

Tony disse...

Caracas, o Fluminense t� de sacanagem!!!

Thiago Neves, Conca, Leandro Amaral e Cora�o de Le�o????

De onde vem tanta grana, hein Carl?????

Related Posts with Thumbnails