30 de dez de 2007

2007 = Thiago, Jade, Marta, Ricardo...


Thiago comemora: maior que Gustavo Borges?


NO ANO DO PAN-AMERICANO no Rio, ninguém brilhou mais que o nadador Thiago Pereira. Com apenas 21 anos, oito medalhas e milhares de fãs conquistadas após sua arrebatadora performance, o garoto de Volta Redonda colocou novamente o Brasil no pódium da natação. Além de arrebentar nos jogos, o tubarão carioca abocanhou outras 33 medalhas em competições pelo mundo, tornando-se a maior esperança brasileira de ouro nas Olimpíadas de Pequim.


Jade, quase perfeita, lamenta o vacilo: Daiane faz escola

Enquanto Thiago vencia seus adversários com até uma piscina de vantagem, outra brasileira enchia os olhos da galera com suas acrobacias, saltos e rodopios. Dessa vez, nem Daiane, nem Daniele. A responsável pelos aplausos do público que lotou o ginásio do Maracanãzinho foi Jade Barbosa, a menina de 16 anos que emocionou o país com seu choro após a perder a chance de conquistar a cobiçada medalha dourada. Perda para uns, conquista para outros: Jade conseguiu uma prata e um bronze, e foi eleita (pela imprensa e por mim) a principal atleta feminina do Brasil em 2007. Em setembro, a ginasta pegaria ainda uma brilhante 3ª colocação no Mundial da Alemanha, jogando as espectativas olímpicas lá pra cima.


'Jade, o Brasil está com você!'





Não tem como esquecer...

Além da dupla que pintou e bordou no Pan-Americano, outros atletas e acontecimentos marcaram 2007. Alguns para serem lembrados para a eternidade; outros para irem pro espaço junto com a rolha da Cerezer.

Kaká e Marta fizeram a dobradinha brazuca na eleição da FIFA de melhores do mundo. Marta desfilou todo seu repertório no Pan, liderou a conquista do ouro da seleção feminina e fechou a boca de muito marmanjo que torcia o nariz para o futebol de saia. O ex-são-paulino venceu os talentosos Messi e Cristiano Ronaldo com sobra, e fechou com chave de ouro um ano inesquecível: foi campeão da Copa dos Campeões, da Supercopa e do Mundial Interclubes, com direito a atuação de gala no Japão.

Na Liga de Basquete Norte-Americana, a NBA, dois jogadores despontam como fortíssimos candidatos a entrar no ultra-restrito olimpo dos superstars. Com técnica e habilidade descomunal e vigor físico de corredores de tiro curto, os record-breakers Kobe Bryant, 29 anos (Lakers) e LeBron James, 23 anos completados hoje (Cleveland), caminham a enterradas largas para se juntar a Michael Jordan, Shaquille O'Neal, Magic Johnson e Kareem Abdul-Jabar como os maiores de todos os tempos. Uou!


Hamilton: vencendo as provas e o preconceito


Das quadras para as pistas. O fenômeno inglês Lewis Hamilton, 22, bateu na trave da conquista do título da Fórmula 1, mas fez um gol de placa com suas atuações surpreendentes. Valente, arisco e com a dose certa de irresponsabilidade, deixou o bicampeão Fernando Alonso se mordendo de ciúmes, e viu os holofotes e microfones saírem da escuderia vermelha para voltar aos boxes da vitoriosa McLaren. Acabou ficando em segundo, mas inicia 2008 como franco favorito ao título mais disputado do automobilismo.

Não tem como fechar a listinha dos principais acontecimentos esportivos do ano sem lembrar da maior pisada de bola dos últimos tempos. Seu autor foi o Sport Club Corinthians Paulista, que fez um Campeonato Brasileiro deplorável e acabou caindo para a malfadada Segunda Divisão. Parece que a nação corintiana já tem para quem dedicar as sete ondas puladas no Reveillón. Salve, Jorge!

BUENAS FIESTAS, E QUE VENGA 2008. IIIIIIIIHÁÁÁÁ!!!!!!!


2 comentários:

BJ disse...

CURÍNTIA NA SEGUNDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!! Eita, num vou nem ver mais Tela Quente =D

Tabasco disse...

Zoa não, 4 olhos. VAMOS GANHAR TUDO ESSE ANO!!!

Related Posts with Thumbnails