10 de dez de 2007

Hugo Chaves e Quico Morales


JO-JO COSTUMA DIZER que Hugo Chávez e Evo Morales lembram demais Mussum e Zacarias, tanto pela aparência quanto pelas trapalhadas. Até concordo com a comparação, mas prefiro parear os presidentes mais populares da América Latina com uma outra dupla de canastrões. Quem tem mais que um bom whisky de idade certamente se lembra, com um certo sorriso disfarçado, da dupla que conquistou toda uma geração na curva dos 80's para os 90's. Com seu humor inocente, bordões repetidos à exaustão e piadinhas pra lá de manjadas, Chaves e Quico se tornaram vedetes da emissora de Sílvio Santos e referência de humor na TV.

No entanto, o fator que mais aproxima os políticos dos personagens é o de Chaves e Quico, que têm pouco mais de oito anos, serem interpretados por atores de mais de 40. O venezuelano e o boliviano, com suas bravatas desnecessárias e atitudes pueris, poderiam perfeitamente trocar de chapéu e se juntar a Seu Madruga, Chiquinha, Bruxa do 71 e cia.

Morales é o parceiro que Chávez pediu a Deus. Desde que assumiu o governo boliviano em 2006, o cocalero mostrou de que lado estava, dando uma banana para os americanos que queriam substituir o cultivo de coca pelas bananas brasileiras. Líder do movimento socialista da Bolívia, tornou-se escudeiro de Chávez na luta do eixo do bem (La Paz, Caracas e Havana) contra a turma do mal (encabeçada pelos EUA), e fez do abundante gás natural boliviano sua arma para chantagear não-alinhados, como já ocorreu com o Brasil e com Lula, que viu refinarias da Petrobrás na Bolívia serem tomadas pelo exército local e ficou falando sozinho mais de uma vez. Algo como o filho de Dona Florinda faz quando ganha uma bola novinha e não deixa ninguém chegar perto de seu brinquedo.

Já Chávez, que além de tudo é xará do menino do barril, deita e rola sobre os barris de petróleo venezuelanos. Bastou chegar ao poder para... Zás! Zás! Intitular-se o Chapolim da América do Sul, fazer de tudo para ser igual à ilha de Fidel - do controle da programação e conteúdo dos veículos de comunicação às sucessivas reeleições e plebiscitos que visam legitimar sua perpetuação no poder -, reprimir qualquer tipo de manifestação contrária às suas ordens, suspender os direitos individuais, montar uma reserva civil armada de 200 mil homens que seguem a ideologia bolivariana. Populista e agressivo, divide o mundo em dois: os que o apóiam irrestritamente e os traidores, covardes e mesquinhos, que são contra seus ideais de independência e expansão.

Isso, isso, isso! Se o mundo não acordar a tempo, Chávez e Morales vão pouco a pouco fazer no século XXI o que Chaves e Quico fizeram no XX: passar de toscos a cultuados, virar estampa de camiseta, criar uma legião de seguidores fiéis e bater a audiência dos canais dominantes. E olha que nem vão precisar dos churros e do suco de tamarindo.




5 comentários:

BJ disse...

Não contavam com minha astúciaaaaaaaa!!!!!!

Brandon disse...

Acho que eles não oferecem perigo não. Quem nasceu pra SBT, nunca vai chegar a uma Globo.

Vickye disse...

Eu já tenho minhas restrições com esses dois aí. Se deixarem, eles fazem a AL voltar 30 anos atrás.

Thiago Padula disse...

O perigoso vai ser eles deixarem de ser Chaves e Quico e virarem Tripa Seca e Quase Nada. Mas não é uma coisa assim tão maniqueísta, né.

Jo-jo disse...

Cão que ladra não morde, Toninho!

Related Posts with Thumbnails