9 de set de 2008

Maísa Winehouse


ENTRE SUBIDAS AO PALCO e às macas hospitalares, Amy arrebata fãs. De todas as idades, cores e países. Abra uma revista de música, lá está Winehouse. Entre em um site de futricas, e dará de cara com a danada, virada no capeta. Confira a lista dos álbuns mais vendidos, e adivinhe quem está no topo? Ligue o rádio, abra o jornal, vá a uma festa: a conversa e a trilha sonora sempre acabam resvalando na cantora. Principalmente se for à fantasia, onde encontrará uma porção delas - gordas, magras, tatuadas, com copo, cigarro, peruca, gogó.

Nos estúdios do SBT, Maísa faz graça enquanto se prepara para iniciar mais um Sábado Animado, programa infantil que apresenta há quase 1 ano na emissora. Sorridente, esperta e muito espuleta, ela fala com crianças do Brasil inteiro que ligam para brincar e concorrer a brinquedos, celulares e videogames. Enquanto isso, outras crianças assistem ao programa, ansiosas pela próxima peraltice da adorável menininha de vestido e cachinhos que dança, canta e faz piadas entre uma ligação e outra.

Amy, 23, é um furacão cego, e nada parece detê-la: veneno líquido, sólido, gasoso; coquetel com remédios para cavalo, boi, gorila, bisão... Quanto mais torcem para sua bancarrota, mais a inglesa se fortalece, chama a vida para um duelo de roleta russa e faz artistas-até-outrora-virgens-e-agora-very-fuckin'-crazy parecerem chocolate hidrogenado barato.

Maísa, 6, é um encanto. Seu sucesso é tamanho que o Highlander do Baú destacou um bloco inteiro de seu programa só para ela, que virou xodó do CQC, febre no Youtube, capa de revista e vedete de sites de futricas, após desbancar a antiga Rainha dos Baixinhos no Ibope.

Em seu último show no ano, a cantora de cabelos ensebados, olhos pintados e dentição metalizada - pra variar, chapadaça - abreviou algumas músicas, cantou outras na base do solavanco e foi embora sem ao menos dar um tchauzinho ao público, que em grande parte viajou longas milhas para vê-la em sua terra natal.

Em sua primeira aparição aos domingos, Maísa chamou Sílvio de idoso, sapateou, arrotou e levou a platéia às gargalhadas com suas peripécias e espontaneidade nas respostas - sempre rápidas, seguras e com uma dose daquela maldadezinha inocente permitida e apreciada.


MORAL DA HISTÓRIA:

Em terra de Caras, quem tem personalidade, atitude - e um penteado old fashion - é rainha. Quem não tem, faz pseudo-caridades sócio-ambientais, paga de bad girl ou vai apresentar programa na Argentina.


* Montagem tosca by BJ




4 comentários:

Lady Dari disse...

o.O
tem como assinar aih em baixo?

enqto lia, ficava imaginando o q tinha uma coisa com a outra

moral da historia? boa jogada pra ler ateh o final...
o q eh normal por aqui =P

eh moda agora neh... fzr pseudo-caridades sócio-ambientais

lol véi

Carlton disse...

adios, Xuxa!!!!!!
Manda um abraço pro Maradona.

MJ disse...

Eu acho a Maísa tão fofa... MUITO diferente da Winehouse!

BJ disse...

Comassim montagem tosca???????????

Related Posts with Thumbnails