2 de mai de 2008

Feriadão Nostalgia

TIREI ESSE FERIADÃO pra curtir minha cama, meu sofá, meu puff, a cadeira de balanço da vovó e até a almofadinha da Sasá, que deve ter tido um encontro com aquele gato vagabundo que vive dando uma de Dawson na janela da sala. Com esse tempo bunda, definitivamente nada ia me tirar de casa.

Aproveitei a ocasião para ficar de pijama, encher a tigela de sucrilhos e curtir uma tevezinha matinal, coisa que não fazia desde que a escola era de tarde (bons tempos). Imagine você qual foi a minha decepção ao me deparar com uma porção de desenhos sem pé nem cabeça; outros tão rápidos, explosivos e coloridos que me deixaram nauseado, e seriados densos como um capítulo de Teletubbies.

O que aconteceu com os desenhos do meu tempo? Cadê o Pica-pau, o Scooby Doo, o Feiticeiro Grump, os Ducktales, os Chipmonkeys? E essas séries, meu Deus, será que pensam que as crianças de hoje têm desde o berço a mesma cabeça dos pitboyzinhos bombados, incapazes de compreender filmes que não sejam os estrelados por Will Smith, Stallone e Meg Ryan? O que aconteceu com o pessoal que criou o Kevin Arnold, o Jaime Palilo, a Blossom Russo?

Mistério.

Bem, como as emissoras resolveram abraçar de vez sumidades como 'Os Padrinhos Mágicos', 'Três espiãs demais' e os trocentos discípulos de Pokemon, resolvi montar a minha lista de desenhos e seriados. Por eles, acordei mais cedo e dormi mais tarde. Briguei pelo controle da TV, e deixei de brincar de salada mista. Comprei fantasias, e (pasme) joguei RPG.


SERIADOS JAPONESES

Um bando de japoneses com cara de bobo, liderados pelo que se veste de vermelho. Pancadarias toscamente coreografadas, onde cinco (que conversam na rua, despretensiosamente) botam quinhentos (armados) pra correr, sem maiores dificuldades. E uma luta final entre o robô do bem e o monstro do mal gigante, numa cidade de maquete, que termina invariavelmente com um golpe mortal (do robô, claro) e uma pose de missão cumprida dos heróis.

O segredo de Jedi, Jaspion, Jiraya, Giban, Changeman, Flashman, Cybercops e cia. estava nessa simples e bem sucedida fórmula, repetida até pela galera do hamburger, com os PowerRangers. Sem metade do charme, lógico.

Espia só a antológica abertura de Jaspion (cortesia do Sargento Ibuki):




FILMES DOS TRAPALHÕES

Mussum e Zaca: as verdadeiras estrelas da companhia

Quem não se lembra do 'Casamento dos Trapalhões', 'Trapalhões e o Rei do Futebol', 'Escola Atrapalhada', 'Princesa Xuxa e os Trapalhões', 'Os Trapalhões na Terra dos Monstros', 'Trapalhões e o Mágico de Oz'? Filmes com Didi, Dedé, Mussum e Zacarias, orçamento mixo, produção tosquíssima e coadjuvantes do calibre de Gugu, Angélica, Xuxa, Supla, Dominó e Polegar só poderia dar em... SUCESSO!

Se você marcou touca e não assistiu, ainda é tempo: alugue e tire suas próprias conclusões!


THUNDERCATS

Mun-Ha: até hoje tenho medo dele


"Espííííiíritos do mal, transforme essa forma decadente em Mun-Haaaaaaaaaaaaa!!!!!" Bastava a frase profética ser declamada e um dos maiores vilões da história entrava em cena, para desespero de Lion, Pantro, Cheetara e os outros Thundercats. Mun-Ha é um dos responsáveis pelo êxito de Thundercats, que rivaliza com Caverna do Dragão pelo posto de melhor desenho de aventura de todos os tempos.

Sua versão para o cinema é estudada há quase duas décadas, e após o martelo batido com a Warner, deve enfim sair do papel - resta saber se será feito com atores de carne e osso ou virtuais, como rolou com o rival. Seja como for, Lion e a Espada Justiceira prometem voltar com tudo em 2009, pra te dar aquela visão além do alcance. Hoooooooooooooooooooo!



TIN TIN

Tin Tin, Milú (cãozinho tipo IG? Yorkshire?? Poodle??? ), Capitão Haddock, Professor Girassol, os detetives Dupont e Dupond e cia. saíram dos quadrinhos belgas para a TV. Com uma imaginação mais fértil que massapê, os roteiristas do desenho levaram o aprendiz de Sherlock Holmes, Braddock e sua trupe aos quatro cantos do globo, à lua e a duelos com tipos como zumbis, piratas, incas, nazistas e toda sorte de facínoras do crime. Com mil trovões, macacos me mordam!



MUNDO DA LUA


Bastava Lucas Silva e Silva se fechar em seu quarto e pegar seu gravador pra viagem começar. Através dele, Lucas escapava do mundo e virava o mestre do videogame, da moda, da Copa do Mundo, do basquete e de tudo que ainda não tivesse ao alcance do marrento garoto de 10 anos. Como adicionais, Antônio Fagundes no papel do pai, Gianfrancesco Guarnieri no do avô, a inigualável empregada Rosa, que chamava o rádio de Ney, e os Big Bad Boys ('todas as minas gostam de nóóóóós!!).


PICA-PAU


Nada como assistir um desenho do Pica-Pau pra relaxar. Inteligente, sagaz e extremamente sacana, o pássaro de cabeça vermelha domina como poucos a arte de levar vantagem e se dar bem no final. Que o digam Leôncio e Zeca Urubu, que além de serem feitos de besta, tinham que aguentar aquela risada sarcástica, seguida de meia dúzia de bicadas na cabeça. É isso aí, amigão!


DOUG

Doug é o típico pré-adolescente instrospectivo, que tem como confidente seu cachorro e um diário, onde descreve seu dia-a-dia na pacata Bluffington. Vizinho do Sr. Dink, irmão de Juddie Funny, melhor amigo de Skeeter Valentine, eterno apaixonado por Paty Maionese e fã dos Beets ('au-ioooou, mingau matadoooor'), o narigudo de colete verde entra em seu 'mundo da lua' quando abre o famigerado caderninho.

Lá, ele se transforma no detetive Smash Adams, no aventureiro Grand Kenyon (em menções a 007 e Indiana Jones) e no incrível Homem Codorna, que usa de seus poderes especiais para salvar a cidade dos terríveis vilões (geralmente o diretor Bonnie, o bad boy Roger Klotz e seus comparsas).


CAVERNA DO DRAGÃO

"Eric é o único personagem real, o Mestre dos Magos é um charlatão, o unicórnio-potro Uni é um enviado das trevas, o dragão Tiamat é um anjo, o Vingador é filho do mestre".

Se há um grande mistério entre os desenhos passados por aqui, este é o final de Caverna do Dragão. Mais de 10 versões foram espalhadas na internet, nenhuma delas com explicações satisfatórias para os fãs.

Hank, Diana, Sheila, Presto, Eric e Bobby conseguem afinal voltar pra casa? Ou passarão o resto de seus dias a um passo da entrada do portal, vendo a montanha-russa do outro lado e sentindo o cheiro da pipoca e do algodão doce? Essa nem Froidsplica.


CHAVES

Seu Madruga: assim como futebol e Homer Simpson, uma paixão nacional

Duvido muito que Roberto Bolaños, quando criou 'Chaves', imaginou que a série fosse virar febre mundial. Cultuada em dezenas de países há quase 30 anos, o magnetismo de Chaves, Quico, Chiquinha, Seu Madruga, Seu Barriga, Dona Florinda e Professor Girafales ultrapassa o entendimento comum.

O cenário é sempre o mesmo, as piadas e bordões ídem. As musiquinhas são bisonhas, e os efeitos especiais dignos dos piores momentos de Hermes e Renato. Talvez por manter essa identidade inalterada, ou por fazer um humor inocente, a série mexicana consiga se manter com uma audiência invejável, atuando como coringa da emissora de Silvio Santos. Eu já assisti todos episódios umas cinco vezes, e sempre encontro um novo (ou velho) motivo pra cair na risada. Vai entender!


CARROSSEL

Da esq. pra dir.: Alicia, Carmem, Adriano, Bibi, Laura, Paulo, Mário, Kokimoto. Embaixo: Davi, Valéria, Marcelina, profª Helena, Firmino, Maria Joaquina, Jaime Palilo, Cirilo e Daniel

Quem não riu, vibrou e se emocionou com a molecadinha de Carrossel? É verdade que a abertura era meio deprê, as crianças sofridas e o porteiro já começou a série com um pé na cova e outro na casca de banana. Mas a novelinha mexicana tinha toda uma magia especial, personagens divertidos, a professora Helena e a menina loirinha que povoava o imaginário de 10 entre 10 moleques que acompanhavam cada capítulo...

Ah, Maria Joaquina!!!

Vez ou outra ainda me vêm à memória imagens do Jaime Palilo roubando a galinha, do Mário Ayala brigando com a madrasta e da corrida inesquecível entre Cirilo e Jorge Del Salto (melhores momentos no vídeo logo abaixo, imperdível), que durou uns 20 capítulos e terminou com um beijinho da Majô no vencedor. Ai, ai...!



ANOS INCRÍVEIS

Se você somar todas as temporadas dos seriados 'teen' feitos nos últimos tempos, talvez dê para comparar com um capítulo de Anos Incríveis. Talvez. A abertura dos Beatles (vídeo a seguir), o clima anos 70, a família desajustada, as descobertas que vêm junto com os pêlos secretos, o amor-amizade de Kevin por Winnie Cooper... Tudo jogava a favor da série, ao lado de Rá-Tim-Bum a maior bola dentro que a Cultura deu nos 90's. Pena que os atores cresceram, e ela não tenha ido além da 6ª temporada.




Fred 'Arnold' Savage: algumas pontas e diretor de Hannah Montana



Josh Saviano e Marilyn Manson: não, o Paul não é o Anticristo



Danica 'Winnie' McKellar, atriz e modelo. Uh-la-lá!!!


Melhores momentos do último capítulo







10 comentários:

Thiago Padula disse...

Já o meu desenho de aventura preferido era o Ducktales. Lá no começo da década de 90 lançaram também nas bancas o gibi, que era maravilhoso (e olha que eu li já adulto =P)

O Pica-Pau ainda passa na Record, só que em horário nobre (!). Ainda me racho de rir.

Outro dia eu vi a corrida entre o Cirilo e o Jorge no Youtube, e era, tipo, deprimente. Se eles fossem a pé seriam mais rápidos.

Mas ah, não fale mal de Padrinhos Mágicos, é legal pra caramba, vai.

Vince disse...

Tá brincando que essa aí é a Winnie Cooper!!!!!!

Marion disse...

E O CAVALO DE FOGOOOOOOOOO??????

Brandon disse...

O meu também era o Ducktales, Padula. Os Ursinhos Gummy tb eram muito bons, entram na lista fácil!

Jo-jo disse...

Ficou faltando o.....

GET ALONG GANG
GET ALONG GANGGGGGGG!!! =D

Kimera Kenaun disse...

o q eu faço com vc? hein?
se eu me por a chorar no lab dessa faculdade a CULPA É TODA SUA!
Vc só citou todos, TODOS, os meus programas favoritos da minha infãncia querida que não volta mais =/
até de Jaspion que gostava hehehe
Anos Incríveis e TIN TIN, top top na minha listinha hahahaha
o q serão das crianças de hj com esses programas medíocres?
bjo grande

Lola disse...

gosto de alguns desse programas que vc citou, tipo: Chaves,Tin Tin,Mundo da Lua,Pica-pau,Doug,Caverna do Dragão e Anos Incriveis...\o/

Anônimo disse...

Esse ai não é o Marilyn Manson e sim o baterista dele,Manson nunca pitou o cabelo de loiro,já pintou de vermelho,mais nunca de loiro,essa foto esta em um blog de uma assinante do globo.com.E não é o Manson pois sou uma fã dele e sei muito sobre ele então pode acreditar não é ele de loiro!

Gus disse...

muito bom muito bom, ótimas memórias....sugestão.....faça u a verdadeira enciclopédia, e aí vão minhas sugestões:

-get along gang (a nossa turma)

-glub glub

-um banho de aventura (cadê o léo,

-cade o lêo, o léo onde é que está)

-rá-tim-bum e o castelo

-jyraia

-primeira temporada de malhação

-ah, tinha vários, to sem memória agora

Anônimo disse...

muito do mostrado ai fez parte da minha infância... Vc só pecou na comparação do Josh Saviano e do Marilyn Manson, pois esse cara ao lado do Josh Saviano é o Ginger Fish (batera da banda Marilyn Manson)e não Brian Hugh Warner ou Marilyn Manson.

Related Posts with Thumbnails