16 de abr de 2008

A Brand New Brandi

DESDE QUE SHERYL CROW apareceu em minha vida, com seu sorriso debochado e violão a tiracolo, eu não me apaixonava por uma cantora da terra de Ronald McDonald. Algumas bem que tentaram me seduzir com seus penteados e falsetes, mas nada que chegasse perto de resvalar naquela caixinha de música que trago aqui dentro, e que abre toda vez que algo sincero e inusitado toca no rádio.

Na realidade, não foi bem pelo rádio que tive meu primeiro contato com ela. Li uma crítica entusiasmada numa revista, e por simpatizar com o nome da moça, fui atrás das canções de Brandi Carlile. Descobri, além de uma voz impecável e cheia de personalidade, uma compositora de raro talento, uma instrumentista descolada (Brandi se vira bem no violão, guitarra e piano) e uma pessoa simples, engajada e antenada no mundo do qual faz parte.

Ao contrário da maioria esmagadora dos artistas jovens que fazem sucesso nos EUA e Reino Unido, que se fecham em seu mundinho cool e dão uma aula de ignorância e prepotência nas entrevistas, Brandi procura ir além. Participa de projetos sociais, discursa em defesa do meio-ambiente e faz shows com verba revertida para instituições que amparam crianças e adultos autistas.

Pausa para uma pequena e curiosa constatação:
Autista, segundo informa o tio Aurélio, é a pessoa que apresenta sintomas como desligamento da realidade exterior e a criação mental de um mundo autônomo.

Seu som, que gruda na cabeça quase que sem querer, está ali no meio da espiral que aglutina o pop-indie-folk dos temas de Juno - e que começa a ser destrinchado por prodígios como Mallu Magalhães - e as baladas românticas da própria Sheryl: doces, reflexivas e com vocação para compor a trilha sonora de filmes, séries, novelas e os momentos Chambinho de sua vida.

Se você nunca ouviu mais gorda, sugiro começar pelas já famosas 'The Story', 'What can I say' e 'Turpentine'. Sua página no Myspace traz algumas outras, uma porção de vídeos e mais informações sobre a moça americana que, dez anos depois, fez minha caixinha tocar novamente.


SENHORAS E SENHORES,
MENINOS E MENINAS,
HOMENS DE FÉ E PAGÃOS!

Com vocês, Brandi Carlile:








6 comentários:

Vickye disse...

APROVADA!!!!!!!!

Holly disse...

Bjotinha,

Ela manda bem, mas pra chegar na Crow precisa comer muuuuito arroz e feijão, hein?!

Bjinho!!

mari disse...

Ta apaixonadoo, Bj?

Marion disse...

Gosto mais do CD com as músicas da Mallu que vc gravou pra mim, BJ!!!

Bel M. disse...

arre, vc acaba de me viciar em mais uma hehehe será q ela tem myspace?
a careta q ela faz qdo vai gritar é o máximo tb huahuahuahua
hei, se vc curte essas cantoras "alternativas" vai no myspace da Olivia Broadfield, uma inglesa q gravou It's a Long Way p/ o filme meu Nome Não é Johnny, mto boa tb =]

Nathália Rodrigues disse...

que tal atualizaaaaaaaar, brasil!

Related Posts with Thumbnails