15 de abr de 2009

Lado A, lado B, lado B, lado A

ENQUANTO ISSO, EM ALGUM playground de Nova Piripirí...

Marion: Eeeeeeeeu, me apaixonar assim sem mais nem menos? É ruim, hein?

Vince: Ah, pra mim é a coisa mais fácil do mundo. Passou fazendo charme, apaixonei. Pediu hora, apaixonei. Troca de olhares por mais de 5 segundos então, é amor demais. É coisa de Deus!

Marion: Paixão não é pra qualquer um. Mas não é MESMO! Fico bege che-ve-te quando, sem ao menos saber meu nome, os meninos fazem declarações, declamações e juras de amor. Sexo verbal definitivamente não faz meu estilo.

Vince: Bem... Pra falar a verdade, na realidade, a grande maioria delas faz careta quando digo que paixão é que nem ter vontade de cagar. De repente ela vem - sem motivo, endereço ou razão de ser. Na praia, na rua, no supermercado: basta comer um troço assim, mais... afrodisíaco, que lá vem o negão!

M: Paixão pra mim é muito mais que um esbarrão e meia dúzia de palavras jogadas ao vento, no desespero hormonal de colocar a língua numa boca que só Deus sabe. Iécati! (cara de dobradinha)

V: Mas a idéia não é justamente o encontro inesperado, o gesto inusitado, o beijo roubado, o tapa trocado?

M: Nada disso. Tem que ter história, enredo, reviravoltas, conquista! Fazer a revoada de borboletas no estômago despertar, os joelhos tremerem e o coração cavalgar até a boca só de ouvir aquela voz... (olhar chambinho)

V: Confesso que lábios carnudos, batom de cereja e um chiclete bem mascado soam como um vale-banana pra tirar o King Kong aqui da jaula! (batendo no peito com as duas mãos)

M: (suspiro) Será que vocês não percebem que, poxa...Só quero alguém que me ame de verdade, me compreenda como mulher, me paparique?

V: Menina, vou lhe ser sincero: não quero mais lhe enganar. Você é linda, seu jeitinho é encantador, seus olhos são um convite pra dançar (fazendo o passinho de malandro). Mas, com tantas exigências, sabe quem vai perguntar por você?

M: Como assim, garoto?

V: Sabe quem vai per-gun-tar por você?

M: Posso saber por que isso agora?

V: Sabe ou não sabe?

M: Hummmm... Quem?

V: Ninguém!!!

M: ..........................
...........................................
.....................................................
............................................................ você acha mesmo meu jeitinho encantador?






7 comentários:

Jo-jo disse...

Meninas, meninas... Sempre iguais, só muda a marca do gloss!

karina disse...

Adorei, principalmente a forma simples e natural de dizer como homens e mulheres são diferentes e melhor ainda que desta forma não há lugar no mundo moderno, as fotos a paisagem o lugar parece que estamso num filme .....

É tao real e ao mesmo tempo irreverente......
parabens





parabens !!!

Holly disse...

Vince, voce não vale o que come. Não sei como o Jo-jo ainda te aceita no clube, seu machista!!

Nathália Rodrigues disse...

paga de king kong e ainda canta molejão! vince mala!!!!!

Pi Pi Piriri Pi Pi disse...

É engraçado. Deveras. As pessoas reclamam que você banca a fodona cool, não se abre, BLA BLA BLA.

AÍ, quando vc resolve fazer isso (abrir-se, num sentido não erótico), toma bem no meio do Piii com areia e sem vaselina.

Eu Te Amo. Nas poucas vezes que COGITEI dizer isso pra um H-O-M-I, parece que ele adivinhou e fez de tudo pra provar que não merecia. Logo, eu sou a mulé de aço (HA HA HA) que nunca falou EU TE AMO pra nenhum carinha, beijosMEdesliguem.

Tabasco disse...

Vincent,

Faço das suas palavras as minhas. Pra que dar beijinho no rosto se a boca é ali do lado? Vamo simplificar, pô!

mari abdo disse...

óóó meooo Deus!! Eu sou mais Vince que Marion!!
Amei o texto. Realmente muito real como escreveu a Karina!

Related Posts with Thumbnails