21 de jul de 2008

Poema para Dercy


DEFINITIVAMENTE LINDA.
Mas de uma beleza única, ímpar, só dela
daquelas que não coloca só a mesa, mas logo um banquete
banquete de risadas, dessa velha matusquela

Foi valente a danada
desbocada, casca grossa, viril
para ainda menina pegar a estrada
e conquistar todo o Brasil

O sorriso era sua onda
a comédia, sua praia
sua vida foi um lindo palco
sem lugar para a vaia

101 anos, puta que pariu!
De pernas à mostra e batom na boca
boca que grita, recita, xinga a mil
como vai fazer falta essa louca.

Mas quem a conhecia de perto, no fundo sabia
que por trás da artista, vivia alma muito só
à procura de um amor, de uma alegria
para desatar o aperto de seu nó

Tristeza? Angústia?
Não, não, senhoras -
aqui, vocês não têm lugar
se me encherem o saco,
boto os peito pra fora
e vou pra Sapucaí desfilar

Assim era Dercy, eterna menina artista
que cedo fugiu de casa,
na bagagem a esperança

A menina virou estrela, mas deixou uma pista
o negócio é sorrir, gritar, criar asas
e fazer da vida a sua dança.



Fica com Deus, minha véia!





4 comentários:

Jo-jo disse...

Vai em paz, Dercy. Missão cumprida!!!

Holly disse...

Obrigada pelas risadas!!
Fica com Deus, lindona =D

Nathália Rodrigues disse...

vince nao perdoa nem a dercy, brasil

Vickye disse...

Vai que vai, Dercyzinha! Você é muito mais que tudo isso aqui.

Related Posts with Thumbnails