23 de jul de 2008

EM CARTAZ: Batman, O Cavaleiro das Trevas


ALGUMAS PESSOAS, satisfeitas - ou não - com seu desempenho nesse mundo, fazem a opção de seguir a vida sempre na mesma toada, com corpo e alma garantidos e sem grandes riscos e empreitadas. Outras preferem parar, sentar e observar o caleidoscópio passado e futuro, para deixarem de ser mariposas e saírem do casulo do tempo borboletas repletas de vivacidade e sentido. Para a alegria geral dos fãs do cavaleiro das trevas, o diretor Christopher Nolan fez a segunda opção.


Batman, O Cavaleiro das Trevas
('Batman, The Dark Knight', 2008)
Aventura, 142 min.



Direção: Christopher Nolan
Roteiro: Jonathan Nolan e Christopher Nolan
Com: Christian Bale, Heath Ledger, Aaron Eckhart, Gary Oldman, Morgan Freeman, Michael Caine e Maggie Gyllenhall

Sinopse: A máfia novamente toma conta de Gotham City. Dessa vez, Bruce Waine (Bale) e o tenente James Gordon (Oldman) contam com a ajuda do honesto promotor Harvey Dent (Eckhart), que promete limpar a cidade dos criminosos. Até que o Coringa (Ledger) entra em cena e faz o circo literalmente pegar fogo.


Bastidores:

* Este é o 3º filme em que o diretor Christopher Nolan e os atores Christian Bale e Michael Caine trabalham juntos - os anteriores foram Batman Begins (2005) e O Grande Truque (2006).

* Robin Williams, Lachy Hulme, Paul Bettany e Adrien Brody estiveram interessados em interpretar o Coringa;

* Hugh Jackman, Ryan Phillippe, Liev Schreiber e Josh Lucas foram cotados para o papel de Harvey Dent;

* Katie Holmes recebeu uma proposta para reprisar a personagem Rachel Dawes, mas a recusou alegando conflitos de agenda;

* Para se preparar para o Coringa, Heath Ledger viveu sozinho em um hotel por um mês, desenvolvendo o lado psicológico, a postura e a voz do personagem. O ator iniciou um diário, onde escrevia os pensamentos do Coringa e os sentimentos que o guiavam durante sua performance;

* Este foi o último filme de Heath Ledger, que faleceu em 22 de janeiro deste ano, por overdose de remédios;

* A maquiagem do Coringa era formada por três pedaços de silicone, que levavam uma hora para serem aplicados;

* Para a cena de abertura foi criada uma bola de fogo de 60 m de altura, em Battersea Powers Station, na cidade de Londres. Vários moradores locais entraram em pânico devido a isto, por acreditar que se tratava de um ataque terrorista;

* O orçamento total de Batman - O Cavaleiro das Trevas foi de US$ 150 milhões;

* Logo em seu primeiro dia nas telonas, o filme arrecadou US$66,4 milhões, quebrando o recorde que pertencia a Homem Aranha 3 (US$59 milhões).


♠ Informações retiradas do site AdoroCinema


Por que assistir: Depois de ressuscitar a franquia dos fiascos pós-Tim Burton com 'Batman Begins', Chris Nolan (dos excelentes 'Amnésia' e 'O Grande Truque') conseguiu uma seqüência de tirar o fôlego. Esperto, tirou o foco do homem morcego e sua paixão secreta e abriu caminho para Coringa e o promotor Harvey Dent, vulgo Duas Caras. A dupla é responsável pelos melhores momentos dos longos 142 minutos de filme - cada centelha da história passa por eles.

Inspirados pelo sucesso da trilogia do Aranha, os roteiristas novamente exploraram o lado psicológico do herói, colocando-o (tecnologia e parafernalhas à parte) no mesmo nível de qualquer ser humano do outro lado da tela. Aqui, Bruce Waine/Batman é atingido por todos os sentimentos contraditórios inerentes à condição humana, e terá que escolher o lado da moeda jogada por Dent: morrer como um herói ou seguir vivendo, até se tornar um vilão?

Ah, e não se deixe enganar. A atuação de Heath Ledger no papel de Coringa não é ótima, como andam dizendo por aí. É antológica.



Avaliação: @@@@@ IMPERDÍVEL!!!!!



Trailer oficial:



4 comentários:

Vickye disse...

Oscar para o Heath já!!!!!

BJ disse...

IMPERDÍVEL MEMO. BÃO D+++++!!!!!!

MJ disse...

Droga, ainda não vi.....
Quem me acompanha?

Nath ° disse...

O trabalho de Heath Ledger foi maravilhoso!
estudou a fundo as caracaterísticas do Joker, fazendo-o clássico, mais psicopata, assassino e sem passado. Bem diferente do Joker de Jack Nicholson, que era mais inspirado no personagem da década de 50, mais ladrãozinho e tal.
As duas atuações dizem a que vieram, mas Ledger consegue prender o espectador, mudando a moral da história: o crime as vezes compensa, quando é p/ ser homenageado no Oscar (mesmo que depois de morto, neh? horrivel, mas foi o q aconteceu...)
;*

Related Posts with Thumbnails