8 de fev de 2008

EM CARTAZ - Onde os fracos não têm vez

TRAMA BEM AMARRADA, cenas abertas, takes espertos, diálogos envolventes, um grande ator em plena forma. Pronto: taí a fórmula prum filme de sucesso. 'Onde os fracos não têm vez', espirituosa tradução dada para um dos favoritos ao careca de ouro desse ano, segue a receita à risca. É um filme curto e grosso como o brilhante western killer de Bardem, com uma história sem metades contada e dirigida pelos talentosos irmãos Coen.

ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ ('No Country for Old Man', 2007)
Western/Drama, 122 minutos.



Direção: Ethan e Joan Coen ('Fargo')
Roteiro: Ethan Coen e Joel Coen, baseado na obra de Cormac McCarthy
Com: Javier Bardem, Josh Brolin, Tommy Lee Jones, Woody Harrelson

Sinopse: Um caçador (Brolin) encontra uma maleta com 2 milhões de dólares nas mãos de um traficante de drogas morto no deserto, após o fracasso de uma suposta transação. Para reaver o dinheiro, é enviado um assassino totalmente psicótico (Bardem), que entrará numa corrida de cão, gato e rato com o caçador e o veterano xerife local (Jones).

♠ Bastidores:
*'No Country for Old Man', título original do filme, é baseado no poema Sailing to Byzantium, do aclamado W.B. Yeats;
*O ator Heath Ledger, morto no mês passado, chegou a negociar sua participação no filme. Desistiu para poder descansar um pouco;
*Segundo Tommy Lee Jones, os irmãos Coen queriam rodar o filme todinho no Novo México, devido aos impostos do estado. Mas o veterano ator fez a cabeça dos diretores e convenceu a realizarem as filmagens no Texas;
*Os excêntricos irmãos Ethan e Joel Coen assinam a edição da fita com o pseudônimo 'Roderick Jaynes'.

♠ Informações retiradas do site AdoroCinema

Oscar: o filme recebeu um total de oito indicações: Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator Coadjuvante (Bardem), Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia, Melhor Edição de Som, Melhor Montagem, Melhores Efeitos Sonoros.

Por que assistir: As oito indicações acima não foram por acaso - 'Onde os fracos não têm vez' é realmente uma tacada de mestre dos brothers Coen. O espanhol Javier Bardem confirma o rótulo de melhor ator europeu de sua geração com uma atuação assombrosa. Seu Anton Chigurh (pronuncia-se Sugar) fura a fila e entra desde já para a restrita galeria dos melhores psicopatas do cinema. Metódico, frio e sarcástico, ele dá o tom da fita, que apesar das duas horas de duração não chega a cansar em nenhum momento. Vale ressaltar a bela participação de Brolin no papel do caçador sagaz e durão, que resistirá até o fim à implacável perseguição de Chigurh. O único senão fica por conta do final, artístico demais para o Holly taste.


Avaliação: @@@@ FILMAÇO!

Trailer:







4 comentários:

abdozida disse...

Holly!! Já conhecia rato de biblioteca, mas não de cinema!! Hehe. Estou anotando as sugestões, mas só quero os Filmaços!! Beijos

Vince disse...

Xiii... então vc não tem vez, hein BJ frangão?!!

Tony disse...

Ah, esse eu assisti. Perturbador!!!
Sugar baby, Sugar!

BJ disse...

OSCAR NELE!!!!!

Related Posts with Thumbnails