19 de jan de 2009

I9 Songs!

DE VOLTA AO PLANETA dos macacos, debuto no ano com a trilha sonora que fez minha cartola em 2008 - e que deve puxar a ciranda dos Top Parade enquanto a rapaziada aproveita as férias para caprichar no fermento dos novos quitutes que vêm por aí.

E já que o 9 é o hit astral do momento, 9 canções para você embalar o ano que promete ser o início de uma era menos Winehouse e mais Spears:

01) Coldplay - Viva la Vida
Pra ser bem sincero, sempre achei o Coldplay soooo boring... Repetitivos, chorões e superestimados, nunca fizeram por merecer tanto auê em torno de seus trabalhos. Isso até ouvir, em pleno badalar de sinos de natal, Viva la Vida no último volume. Grudenta no melhor sentido do chiclete, a música soa como um hino para todos que um dia sonharam em voar para aquele lugar onde vivem Pan, Sininho e Gancho. Com direito a tchu-tchu das sereias pervertidas, é lógico.

02) The Killers - Human
Manja História sem fim, aquele filme que o moleque voa em cima do cachorro-dragão e salva Fantasia de ser destruída pelo Nada? Pois bem: o pretensioso-é-pouco hit do Killers tem o dom de colocar qualquer humano que sinta frio na barriga ao subir numa roda gigante na garupa do velho Falcor, para olhar o mundo através das nuvens. De lá, livre de esteriótipos, crenças e convenções, você mesmo responde: are we human or are we dancer?

03) Julieta Venegas - Sueños
A mexicana Julieta Venegas é a mais grata surpresa da música latina dos últimos anos. Desde que Shakira calçou os pés descalços com a botinha de vagaba da trash music americana, os palcos não viam tanta energia e vibração com sotaque amenudado. Seu CD acústico inteiro é de primeiríssimo nível, mas já que aqui só cabe uma, vou de Sueños, que na parceria com Diego Torres faz lembrar a anfetaminada Mienteme. Me concede essa dança?

04) Jason Mraz - You and I both
No ano em que o mundo cantou em coral a melosíssima I'm yours (que até trilha de novela das 8 virou), o menino prodígio havaiano lançou um combo com canções leves, alegres e com aquela pegada que tanto agrada almas inquietas e apaixonadas. You and I both, - que nem de 2008 é - além de valorizar a voz doce de Mraz tem um refrão que não vai deixar você esquecer daquele(a) sacana que fazia a revoada de borboletas inundar seu estômago.

05) Lil Wayne - I'm me
Rap americano com o protesto, a fúria e a pegada que fazem qualquer Pacato virar Gato Guerreiro. Batendo no peito e colocando o dedo na cara de todos os FDP e vagabundas que um dia o subestimaram, o novo Tupac das quebradas bronxianas dispara rimas primorosas como Mel Gibson flew letal weapon/book 'em Danny/I'm a monster/I tell you, monster Wayne. Auto-estima baixa? Call Lil boy, e passará a ter pena de quem cruzar o seu caminho.

06) John Mayer - Say
É difícil não se render ao violão adocicado do ballad maker da caipira e charmosa Bridgeport. Festejado pelas mulheres dos quatro cantos do globo - inclusive Jenny Aniston, ex-Pitt boy e sua nova namoradinha - e subestimado pela crítica metidabês que só vê graça em cantores e bandinhas que fazem músicas sem sentimento e refrão, Mayer foi o nome do cenário pop-desplugado de 2008. Say, trilha sonora do ótimo 'Antes de Partir', é uma excelente pedida para viagens, incursões freudianas e momentos offline.

07) Stereolab - Daisy Click Clack
Meio anos 50, meio anos 3 mil. Meio Mary Poppins, meio Elvira, a Rainha das trevas. Meio laçarotes e vestidos de bolinhas, meio cinta-liga, chicote e máscara da Tiazinha. Para resumir a história - nas palavras de um pequeno grande amigo - uma senhora música de puta em pleno dia das crianças.

08) The Script - The man who can't be moved
Ao dar o play nessa, certamente sentirá que já ouviu mais gorda em algum lugar. Músicas dedicadas na calada da noite, filmes onde o cara vê a safada com outro e percebe a burrada que fizera, o reencontro do par central das séries teenagers, saudades de alguém que insiste em vir à mente até no meio da porra do jogo de rugby. 1,2,3, bien acordado, isso non ecsiste, você está num Dejà Vu! Corra, quebre as correntes e lute contra o destino que belisca suas canelas. Enquanto é tempo.

09) Marcelo Camelo e Mallu Magalhães - Janta
O único made in Brasil do eneágono Bjotal vai para o momento Johnny & June protagonizado pelo mais inusitado casal do último ano. Na música-declaração que resume os paradoxos e percalços de um amor com farpas e sem fronteiras, Camelo e Mallu assumem que pode até ser passageira, mas a parceria promete fantasia, beijos de esquimó e frutos eternos.






6 comentários:

Anônimo disse...

malu quem??? arghhhh...

Vince disse...

I love Mallu. 4ever!!!

Que Nem disse...

fico com ÚMÂN =P

genteeee...
soh pode q eh implicancia minha com essa guria...
pooltz!

Tony disse...

LIL WAYNE ROCKS, BABY!!!!

MJ disse...

Eu gosto da Mallu, acho ela tão Chubis......

quanto à lista, de acordo com tudo menos John Mayer. Convencido, humpf!!

maicher disse...

louis vuitton handbag
louis vuitton handbags
vuitton
louis vuitton bags
louis vuitton bag

Related Posts with Thumbnails