10 de ago de 2009

Um homem sem barriga é um homem sem história

SE VOCÊ ACABOU DE CONHECER um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pára tudo, chama a NASA e escute a voz da razão.

Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga. Se for musculosa, torneada, estilo tanquinho, fuja! Comece a correr agora mesmo, e só pare quando estiver a uma distância segura.

Meninas, molecas, moçoilas, mulheres... prestem bem atenção: homem pra ser HOMEM MESMO, precisa o-bri-ga-to-ria-men-te ostentar uma barriguinha de chopp. Senão, não presta. E digo por quê: você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, no máximo é pra fazer graça pra turma.

Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudinhos pedem pra beber? Elementar, meu caro Washington: suco de cevadis!! Você jamais os verá pedindo suco de frutas ou outras aberrações, e não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja: eles não sabem, não querem saber e não dão a mínima para essa reles informação.

Quando o assunto é comida então, os barrigudinhos também não deixam a desejar. Em circunstância alguma você irá ouvir um “ah, amor, Quarteirão é gostoso, mas você bem que podia provar uma McSalad com água de coco”. Néva!! Assim como 1+1 = 2, esses homens compreendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar (o que não te libera para chuchar uma caixa de bis inteira no leite moça a cada vez que ficar mal-humorada).

Por último e não menos importante: homens barrigudinhos são extremamente confortáveis. Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois é essa a sensação de se deitar no peito de um rato de academia. Um horror!

Gostoso mesmo é se encaixar no aconchego do ombro de um fofinho. Ah, isso sim é conforto! E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na lombar, fica sensacional!!

Comece a reparar: os Zé Pancinha não são metidos, não são prepotentes, não querem ser donos do mundo e não têm xiliques a cada vez que se olham no espelho. No mesmo combo que trouxe aquela protuberância ventral, eles adquiriram o dom de conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. Sabem conversar, usar o olhar, o sorriso e todo seu charme peculiar a favor da arte da conquista.

É por isso que eu digo, repito e tripito: os barrigudinhos podem ter preguiça de subir escada, descer para pegar a pizza e temperar uma salada. Mas sabem mesmo como fazer uma mulher feliz.


(texto adaptado do sincero relato de Carla Moura:
mulher, psicóloga e especialista em sexologia)




4 comentários:

Holly disse...

oooooooooo desculpinha esfarrapada pra continuar pançudo, hein?!!

Anônimo disse...

Sou testemunha viva desse texto!

Nathália Rodrigues disse...

Deus me livre! Quanto mais esquelético melhor ahahhahahah

Anônimo disse...

Eu sou super malhada, barriga sarada e sempre tive namorados gordinhos e/ou pançudinhos, quando tentei com um bombado não deu certo, é exatamente isso que vc falou!!!! Pançudinhos sabem fazer uma mulher feliz!!!! ADOROOOOOOOOOO

Related Posts with Thumbnails