14 de dez de 2008

EM CARTAZ: Queime depois de ler


SEJA BEM-VINDO ao reino dos Coen!

Onde o anti-clímax é o rei, a ironia a rainha. O american way of life é o bobo da corte e os sorrisos amarelos que surgem ao alvorecer das luzes enchem as salas de cinema, acompanhados de interrogações, incredulidade e resmungos onomatopéicos.

Depois de saírem do script coenense para se lambuzar com o premiadíssimo 'Onde os fracos não tem vez', os alfaiates de Hollywood voltam à carga com mais uma dose de sarcasmo cinematográfico. A novidade da vez fica por conta das inusitadas contribuições dos galãs George Clooney e Brad Pitt, que confirmam a tendência de fugir do circuitinho para vestir o manto real invisível - aquele que só pode ser notado pelos 'inteligentes'.

QUEIME DEPOIS DE LER (Burn after reading, 2008)
Comédia, 96 minutos.


Direção: Ethan e Joen Coen
Roteiro: Ethan e Joel Cohen
Com: John Malkovich, Tilda Swinton, George Clooney, Frances McDormand e Brad Pitt

Sinopse: Osbourne Cox (Malkovich) é um analista que trabalha para a CIA. Ao ser informado de sua demissão, ele se revolta e se entrega às bebidas e ao livro de memórias que pretende lançar. Espantada com sua demissão, sua mulher (Swinton) larga de vez o casamento para ficar com Harry Pfarrer (Clooney), seu amante e policial ninfomaníaco que, mesmo sendo casado, preenche suas noites com garotas que conhece pela internet. Enquanto isso, a instrutora de academia Linda Litzke (McDormand) não pensa em outra coisa além das cirurgias plásticas que quer realizar. Para isso ela está disposta a tudo, inclusive entregar para a embaixada russa um material confidencial de Cox, que vai parar em suas mãos através de Chad Feldheimer (Pitt), instrutor de academia afetadíssimo e personagem-chave na aglutinação das histórias.

♠ Bastidores:

* Os irmãos Coen escreveram o roteiro de Queime Depois de Ler no mesmo período em que prepararam o de Onde os fracos não têm vez;
* O personagem Osbourne Cox foi criado especialmente para o ator John Malkovich;
* Este é nada menos que o 7º filme em que os irmãos Coen e a atriz Frances McDormand trabalham juntos. Os anteriores foram Gosto de Sangue (1984), Arizona Nunca Mais (1987), Ajuste Final (1990), Barton Fink - Delírios de Hollywood (1991), Fargo (1996) e O Homem que Não Estava Lá (2001);
* É também o 3º filme em que os irmãos Coen e o ator George Clooney trabalham juntos. Os anteriores foram E Aí, Meu Irmão, Cadê Você? (2000) e O Amor Custa Caro (2003);
* A palavra "fuck" é dita 60 vezes no decorrer do filme, sendo 6 vezes logo nos dois minutos iniciais.


♠ Informações retiradas do site AdoroCinema


Por que assistir: Seja para ver um George Clooney tarado-canastrão e um Pitt no melhor estilo Vanilla Ice, para confirmar que Malkovich e McDormand são dois dos melhores artistas de seu tempo ou simplesmente para desligar da tomada e relaxar por umoremeia, o filme é uma ótima pedida.

Dizem que o que torna a vida chata é ficar buscando sentido em tudo que acontece. Os filmes dos Coen - e especialmente este Queime depois de ler - existem para enterrar essa teoria e mostrar, sem querer cagar regras, que a maioria das coisas, momentos, deslizes e desgraças simplesmente acontece, ao sabor dos Darwin wishes. Faz parte da vida que escolhemos viver, da pessoa que elegemos para dividir a cama e da sociedade que ajudamos, seja em qual grau de consciência for, a construir.


Avaliação: @@@@ FILMAÇO!



Trailerzinho:








Um comentário:

Marion disse...

Eu não entendi na-daaaaaaaaa!!!!!

Related Posts with Thumbnails