21 de jun de 2008

Pobre Portuga...

O VIGIA DO BANCO chega ao trabalho todo sorridente, feliz da vida. Estranhando o bom-humor incomum naquela hora do dia, seu colega português lhe pergunta:

- Posso sabeire por que estás a gargalhaire à toa?

Ele responde:
- Ah, portuga... É que tive uma noite maravilhosa. Estava mandando bala na minha mulher, e quando estava quase lá, peguei a minha arma e pá! - dei um tiro pra cima. Ela levou um puta susto, comprimiu a periquita e eu fui ao delírio, foi incrível... Pô, por que você não faz a mesma coisa? Posso te emprestar a arma!

E lá foi o português...

No outro dia, o portuga chega ao trabalho com aquela cara nadegal. O vigia logo se adianta:
- Mas que cara é essa, homem? Não deu certo?
- Deu certo uma pinóia! Estava lá eu a fazeire um sessentinove com Maria, e quando estava quase a chegaire lá, saquei a pistola e atirei. Sabes o que me aconteceu??? Maria levou um baita susto, deu uma dentada no Manoelzinho, cagou na minha cara e ainda me sai o desgraçado do vizinho de dentro do armário a gritaire: "NÃO ME MATE, POR FAVOR!!!"



2 comentários:

Nanda Assis. disse...

kkk muito legal a piada. Tamb�m adorei o texto sobre a ter�a-feira, fiquei at� com d� dela rsrsrs...bjoss

Carlton disse...

AI JISUIS!!!!!!!!!

Related Posts with Thumbnails